Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Duas crianças morrem durante incêndio após vela cair em quarto

Mãe e vizinhos tentaram apagar as chamas, mas não conseguiram

Luciana Carvalho

Uma criança de 2 anos e outra de 6 meses morreram carbonizadas na noite dessa segunda-feira (12), durante um incêndio em uma casa. De acordo com a família, elas estavam no quarto que fica na parte externa, onde não tem energia elétrica, e era iluminada apenas com uma vela e que caiu no local, provocando o incêndio. As informações são do portal Metrópoles.

O incidente aconteceu em Nerópolis, na Região Metropolitana de Goiânia. Segundo o Corpo de Bombeiros, as vítimas são Gabriela da Silva Ferreira e Juliana da Silva Ferreira.

A mãe disse que cozinhava dentro de casa enquanto as três filhas estavam no cômodo externo. Assim que o fogo começou, outra filha correu para avisar a mãe.Em seguida, de acordo com os bombeiros, a mulher tentou salvar as outras duas crianças e apagar as chamas com balde d’água. Vizinhos também tentaram ajudar, mas não conseguiram.

VEJA MAIS

Princípio de incêndio assusta frequentadores de academia em Belém. Veja vídeo
Uma manutenção do telhado com solda deu início às chamas

Incêndio destrói casa e quase mata menina de 3 anos em Altamira
O fogo começou por volta de 1h da madrugada de quinta-feira (25), onde quatro crianças estavam dormindo

Homem confunde água com álcool e provoca acidente que mata esposa grávida
O caso aconteceu no município de Americana, interior de São Paulo; ele teve 60% do corpo queimado e segue internado, outra filha do casal teve ferimentos leves e está sob os cuidados dos avós paternos

O capitão Giskard Xavier Nunes disse que, ao chegar ao local, os militares se depararam com um pequeno foco de incêndio e muita fumaça no ambiente. Eles combateram o fogo que restava no cômodo e confirmaram que as duas crianças já estavam carbonizadas. O capitão contou que, possivelmente, o fogo se espalhou muito rápido porque o cômodo tinha duas camas, um berço e muita roupa.

Os corpos de Gabriela e Juliana foram levados para o Instituto Médico Legal de Goiânia e ainda serão liberados depois de concluída a perícia.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL