Após meses internada, mulher descobre caso da mãe com o próprio marido

Genitora ficou na casa da filha para ajudar o então companheiro a cuidar do filho que, na época, tinha 4 anos

Com informações da Marie Claire

Depois de graves complicações de saúde após uma cirurgia bariátrica, que a deixou internada por quatro meses, uma mulher descobriu, assim que saiu do hospital, que sua própria mãe estava tendo um caso com seu então atual marido. Dois anos depois de descobertos, sogra e genro seguem casados.

Kamylla Wanessa Cordeiro de Melo, que se tornou palestrante motivacional e atua em Pernambuco, conta que conheceu o ex companheiro aos 25 anos, no fim de 2012. “Nos conhecemos dentro da minha casa, o primo dele era muito amigo dos meus irmãos. Não demorou para começarmos a namorar. Casamos em agosto de 2013 e, já no ano seguinte, nasceu nosso filho, hoje com 6 anos, de uma gravidez complicada”, recorda.

Criada em uma família tradicional de Recife, Kamylla tem dois irmãos mais novos e ressalta que seus pais viveram 32 anos juntos.

“No fim de 2017, precisei fazer uma cirurgia bariátrica. A ideia não era emagrecer, e sim cuidar das minhas taxas hormonais. Depois de operar, tive um AVC e precisei me hospitalizar de novo. Passei o réveillon internada e os quase quatro meses seguintes, até 22 de março de 2018. Durante esse período, minha genitora (juro que não consigo mais chamá-la de mãe) foi para minha casa ajudar meu marido a cuidar do meu filho que, na época, tinha 4 anos. Meu pai havia ficado no interior do Pernambuco com o meu irmão caçula. Nos últimos 17 dias de internação, fiquei em estado grave na UTI e meu pai foi a Recife me visitar. Lá, descobriu que meu então marido nunca mais tinha passado no hospital para me ver. Só depois fiquei sabendo que, nesses quatro meses que passei internada, grande parte do tempo entre a vida e a morte, meu ex só havia me visitado duas vezes e minha genitora, nenhuma”, detalha.

Ao sair do hospital, Kamylla soube pelo próprio pai que seu marido e sua mãe estavam juntos. “Tive a pior dor da minha vida. E não foi física. Sem grandes rodeios, meu pai, que já havia pegado meu filho, contou que sua mulher e meu marido estavam tendo um caso. Parecia que estava levando uma facada no peito, uma mistura decepção e incredulidade. A sensação era de que ele estava me contando que os dois haviam morrido juntos, em um acidente de avião”, afirma.

A confirmação que os dois estavam junto veio da própria mãe. “Liguei imediatamente para o meu marido. Uma vez, duas, várias. Ele não atendia. Recebi então um WhatsApp dele com pedido de separação. Sem uma explicação, uma justificativa, nada. Telefonei em seguida para a minha genitora. Muito nervosa, falei que tinha saído do hospital, que estava viva e perguntei se era verdade que eles estavam juntos. A resposta? Que sim, juntos e muito felizes”, conta. 

O pai de Kamylla se divorciou em 15 dias. “Desde então, nunca mais estive com minha genitora. Somente a vi uma vez em um shopping e ela mais parecia minha cópia. Costumo dizer que no fundo do poço existe uma mola que nos impulsiona a voltar a viver e vencer desafios. Hoje, virei influenciadora digital, modelo fotográfica e ajudo outras pessoas contando a minha história. Só quero viver em paz, bem longe deles. E focar no restante da minha família, que nunca me deixou sozinha.”

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BRASIL