Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Penúltimo fim de semana de julho tem movimentação intensa de veranistas em Salinas

Fluxo de veículos tem sido organizado por bandeiras sinalizadoras e agentes. Segurança também foi reforçada.

Eduardo Laviano / O Liberal

Depois de três ameaças de chuva forte na sexta-feira (23), o sol voltou a brilhar na manhã de sábado (24) em Salinópolis. Às 9h, a praia do Atalaia já estava movimentada. Por volta de 10h30, a paisagem já estava tomada de carros e guarda-sóis. 

“Ontem até desanimei quando vi o céu ficando cinza já pensando que ia ser o final de semana todo assim. Acordei com a boa notícia hoje [o sol] e vim correndo para cá. Nem tomei café”, conta o advogado Fabrício Lima, que foi com a família e um casal de amigos para Salinópolis. 

Na areia, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) utilizou bandeiras sinalizadoras para organizar o fluxo em dois sentidos, com agentes ao longo do trajeto para auxiliar os motoristas. 

Além disso, a segurança é reforçada por meio do Grupamento Aeroespacial do Pará. Via helicóptero, os agentes especiais monitoram áreas agitadas e áreas remotas, prontos para atender ocorrências que vão desde crimes com piratas até carros isolados pela água ou que afundam.

“Nós conseguimos chegar em qualquer ponto de Salinas em dois minutos. Temos redobrado a atenção com alguns nativos que se infiltram nos mangues com pequenas embarcações para praticarem assaltos. Além disso, passamos para orientar famílias que ficam sozinhas em locais de difícil alcance”, afirma o tenente-coronel Souza Jr.

A flexibilização das medidas anti-covid 19 tem atraído muitos jovens para o local e botado a vida noturna, aos poucos, no rumo da normalidade.

Tem contado a favor da vida noturna também o fato da preamar estar ocorrendo pela manhã na maioria dos finais de semana deste julho. A maré baixa a partir do crepúsculo faz a noite virar uma criança. Não faltam festas e shows para todos os gostos. 

Arthur Beltrão chegou na Costa Atlântica paraense sexta-feira, depois de quatro anos sem ir até Salinópolis. Ele achou que o litoral teria mais visitantes, mas acredita que a pandemia ainda está mantendo muitas pessoas em casa. Independente disso, para ele, a praia está cada dia mais bonita.

“Salinas tem algo mágico que não sei explicar. É um local atraente, ainda mais no meu caso que estou solteiro. Acho que a grande vantagem é que tem todo tipo de gente. É um local que recebe tanto a badalação de quem gosta de festa como também quem quer estar em contextos familiares”, avalia o lutador que também é empresário.

O clima de início de pós-pandemia fez novos negócios florescerem na praia neste verão de 2021. Antônio Costa é o gerente de um deles e acredita que, aos poucos, o cenário negativo que o setor enfrentou em 2020 está sendo superado.

“O fim dos decretos dos [limites de] horários de funcionamento foram um alívio para quem trabalha com bebida e comida. Esse final de semana tá ainda melhor que o passado. Acho que a praia também deixa as pessoas mais seguras, com ar circulando e vento”, afirma ele.

O Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!