Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Semob constata irregularidades no serviço das cooperativas de ônibus de Mosqueiro

O primeiro problema detectado ocorreu quando o serviço de duas cooperativas que operam a linha Vila-Baía do Sol foi descontinuado sem autorização, durante o feriado da Semana Santa

João Thiago Dias / Com informações da Semob

Após receber denúncias, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) constatou irregularidades no serviço de cooperativas de ônibus que operam na ilha de Mosqueiro, em Belém. O primeiro problema detectado como grave, segundo a Semob, ocorreu quando o serviço de duas cooperativas que operam a linha Vila-Baía do Sol foi descontinuado sem autorização, durante o feriado da Semana Santa.

O sistema de transporte público que circula internamente na ilha é realizado por cooperativas, e a referida linha é compartilhada por duas delas: Shalon e Transmosqueiro. Por determinação do órgão, a Transmosqueiro deveria rodar com três veículos, mas foi flagrada pela fiscalização operando com apenas um ônibus durante o feriado. Já a Shalon, que deveria ter cinco ônibus na linha, não estava operando com nenhum.

Intervenção

Por conta disso, a Semob iniciou, em abril, uma ação de intervenção que contém dois Termos de Ajustamento de Conduta (TACs), assinados pelas cooperativas que operam o transporte suplementar na ilha.

“Já a partir da primeira denúncia, no dia 1° de abril, iniciamos uma fiscalização mais ostensiva e estabelecemos um monitoramento mais detalhado dessa linha. Determinamos a imediata recomposição da frota e emitimos penalidade à Shalon pela paralisação da linha sem a autorização da Semob”, disse o diretor de Transporte do órgão, Jolivan Costa.

Diante das irregularidades constatadas, o órgão convocou uma reunião entre as partes envolvidas. Foram realizados ajustes para o pleno funcionamento das linhas dentro dos parâmetros da Semob e estabelecidas metas para a melhor prestação do serviço ao usuário em todo o distrito.

“Emitimos uma nova Ordem de Serviço com quatro veículos para cada uma das duas cooperativas e demos um prazo de 60 dias para que elas façam o cadastramento ou recadastramento da frota, dependendo do caso”, explicou Jolivan Costa.

Notificações

Esse cadastramento e recadastramento se estenderá também a todas as cooperativas que operam linhas em Mosqueiro. A Semob disse que, desde o final da semana passada, está notificando as cooperativas para apresentar, no prazo de dez dias a contar do recebimentos dos ofícios, as documentações referentes à própria cooperativa e às respectivas frotas.

O prazo total para regularização, incluindo todas as etapas, entre elas vistoria realizada pelo órgão municipal, é de 60 dias.

Outras ações

O problema detectado na linha Vila-Baía do Sol acabou se tornando o ponto de partida de um trabalho que foi ampliado para outras linhas, incluindo uma terceira cooperativa no processo, a Transpam-Tur, que, no último dia 15 de abril, também assinou um TAC se comprometendo a regularizar toda a sua documentação e frota junto à Semob, além de se responsabilizar por manter linhas com itinerário que atendam às comunidades do Paraíso, Marahú e Vila, de acordo com as Ordens de Serviço emitidas pela Semob.

Segundo a Semob, ainda em abril, está sendo iniciado um diagnóstico de todos os abrigos em pontos de parada da ilha, para verificação daqueles que precisam de manutenção ou substituição em parceria com a Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb).

Também será elaborado um projeto de sinalização viária em Mosqueiro, o que incluirá a chamada sinalização turística, destacando os principais pontos de visitação na ilha para melhor a localização daqueles que têm a bucólica como destino de viagem.

Denúncias

Quem tiver outras denúncias e demandas relacionadas à mobilidade na ilha pode formalizar as solicitações no protocolo da Agência Distrital de Mosqueiro (Admos), que está fazendo atendimento pelo telefone (91) 3073-9700 ou presencialmente, seguindo o distanciamento social, higienização das mãos e uso de máscaras, no horário de 9h às 15h, na Rua 15 de Novembro, 664, Vila.

Palavras-chave

O Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!