Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Estresse aumenta risco de hipertensão, aponta estudo

Pesquisa é importante para analisar os impactos do estresse na saúde da população

O Liberal

Uma pesquisa publicada na última segunda-feira (13), pela revista Hypertension, constatou que altos níveis de hormônios do estresse são fatores de risco para o desenvolvimento de hipertensão, além de outros problemas cardiovasculares e dores no peito. 

Ao todo, 412 pessoas, com idade entre 48 e 87 anos, participaram do estudo. Os pesquisadores analisaram os níveis de norepinefrina, epinefrina, dopamina, responsáveis por regular a frequência cardíaca, pressão arterial e respiração. Outro nível analisado foi o cortisol, popularmente conhecido como o hormônio do estresse.

"Os hormônios do estresse norepinefrina, epinefrina, dopamina e cortisol podem aumentar com o estresse de eventos da vida, trabalho, relacionamentos, finanças e muito mais", disse o pesquisador Kosuke Inoue.

De acordo com os resultados, adultos com pressão arterial normal, mas com o estresse elevado estão propensos a desenvolver pressão alta em seis a sete anos. Para o estudioso, é importante entender até que ponto o estresse prejudica a saúde e isso é essencial para controlar o surgimento de possíveis doenças cardiovasculares. 

 

Palavras-chave

Saúde
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!