Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Esgotamento mental: saiba como identificar os sintomas e se prevenir

O cansaço excessivo sentido pela mente pode acarretar problemas mais profundos como a síndrome de burnout; saiba os sintomas

Paula Figueiredo

Também conhecido como estafa, o esgotamente mental vem sendo amplamente discutido por especialistas e por internautas nas redes sociais, principalmente após a pandemia de covid-19, que fez palavras como "ansiedade", "depressão" e "burnout" crescerem nas buscas, como aponta um levantamento feito pela marketing online Semrush. O que muita gente não sabe é que, o cansaço excessivo sentido pela mente, como é o caso do esgotamento mental, pode desencadear alguns desses distúrbios. Saiba como identificar e prevenir

VEJA MAIS

Síndrome de Burnout: como prevenir, identificar e tratar
A síndrome de Burnout é comumente identificada em profissionais que atuam sob pressão

Trabalhadores precisam ficar atentos a transtornos mentais
Profissões, como motoristas e entregadores por aplicativos, já figuram na lista de profissionais com riscos de desenvolver ansiedade, depressão ou burnout

O que é esgotamento mental?

O esgotamento mental é o cansaço excessivo sentido pela mente. Ele surge principalmente em adultos, especialmente no contexto de trabalho devido a sobrecarga de funções, da pressão em atingir metas, infelicidade e acúmulo de tarefas. "Se eu utilizo o cérebro de uma maneira exaustiva eu posso conviver com uma situação de exaustão mental, que pode ser indício de um problema de saúde mais grave, como é o burnout. Por isso, é extremamente importante falar e reconhecer o que vai muito além do cansaço normal do dia a dia", explica o neurocirurgião Fernando Gomes para a CNN.

Quais são os sinais que podem indicar problemas na saúde mental?

  1. Diminuição de energia e cansaço excessivo;
  2. Alteração do sono;
  3. Falta de concentração;
  4. Dificuldade em manter os compromissos em ordem;
  5. Falta de prazer em atividades que antes eram prazerosas;
  6. Irritabilidade excessiva;
  7. Diminuição do autocuidado e higiene;
  8. Dores e desconfortos sem causa específica.

Como tratar esse esgotamento?

Respeitar o limite do seu corpo é o primeiro passo para combater o esgotamento mental. É necessário saber a hora de parar a rotina e descansar. Além disso, é importante procurar um profissional qualificado para que o problema não acarrete doenças mais severas à saúde. Outro fato importante bem evidenciado pelos especialistas é a prática de atividade física. "Quando a gente faz atividade física, o gasto calórico relacionado ao trabalho muscular pode entrar em sincronia com a nossa preocupação e nosso gasto relacionado com a nossa concentração mental. Isso faz com que esse balanço seja mais equilibrado”, comenta o neurocirurgião. 

O que é Burnout e como ele está ligado ao esgotamento mental?

A Síndrome de Burnout é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma síndrome "resultante de um estresse crônico associado ao local de trabalho que não foi adequadamente administrado”, que podem ser classificadas em três fases: a primeira relacionada a exaustão ou falta de energia, a segunda ao sentimentos de negativismo e distância em relação ao trabalho, e a terceira sobre a sensação de ineficácia e falta de realização. O esgotamento mental pode ser o início de uma síndrome de burnout, por isso é importante estar atento aos sinais do corpo e saber a hora de flexibilizar a rotina.

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão da coordenadora de OLiberal.com, Heloá Canali)

Saúde
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!