Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Consumir pipoca de micro-ondas demais pode causar Alzheimer, diz estudo

A conclusão é de uma pesquisa conduzida por pesquisadores do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), da Universidade de São Paulo (USP)

O Liberal

Consumir pipoca de micro-ondas em excesso pode ter relação com o desenvolvimento de Mal de Alzheimer. A conclusão é de um estudo conduzido por pesquisadores do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), da Universidade de São Paulo (USP). Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira (4). As informaçõe são do jornal O Tempo.

"Cientistas identificaram moléculas associadas ao Alzheimer no cérebro de ratos que consumiram durante 90 dias seguidos o diacetil, composto responsável por dar o aroma e o gosto amanteigado à pipoca de micro-ondas. O resultado da pesquisa reforça a tese de que o consumo regular e em altas concentrações da substância pode gerar danos cerebrais", diz trecho de nota à imprensa.

Segundo a pesquisa, existe uma "tendência do diacetil causar danos ao cérebro". Ainda conforme o levantamento, de 48 proteínas cerebrais avaliadas após a exposição dos animais ao produto, 46 sofreram algum tipo de desregulação ou modificação na estrutura por conta do consumo prolongado do composto. "Durante as análises, nós identificamos o aumento da concentração de proteínas beta-amiloides, que normalmente são encontradas em pacientes com Alzheimer. Além disso, outras alterações proteicas verificadas no cérebro dos ratos também podem estar relacionadas ao surgimento de demência e câncer", detalhou Lucas Ximenes, doutorando do IQSC e autor da pesquisa.

O estudo percebeu que o composto do "gostinho de amanteigado" da pipoca de micro-ondas afetou tanto ratos machos quanto fêmeas, além de parte das regiões do cérebro, como o hipotálamo. "Até então, não se sabia exatamente quais os possíveis efeitos e modificações que o composto poderia gerar no cérebro de organismos vivos, existem poucos estudos nesse sentido, ainda é um universo pouco explorado. Além disso, alguns trabalhos utilizam quantidades absurdas do composto, até 50 vezes maiores que a nossa, o que facilita o aparecimento de problemas. O que nós fizemos foi utilizar concentrações de diacetil mais próximas do que seria um consumo diário normal", detalhou.

Diacetil é usado em vários setores da indústria

O diacetil é amplamente usado em diversos setores da indústria e ganhou destaque no ramo alimentício por características que o tornam conservante e flavorizante, explica a "Agência USP".

O composto pode ser encontrado naturalmente na composição de cafés, cervejas, chocolates, leites e iogurtes, além, é claro, na pipoca de micro-ondas como um aditivo, em concentrações maiores. Apesar do consumo ser aprovado pelas agências reguladoras, a exposição prolongada ao produto pode ser prejudicial à saúde 

Saúde
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!