Rua João Alfredo terá nova iluminação, calçadas a padronização de barracas

Projeto da Prefeitura de Belém deverá iniciar em 2020

João Thiago Dias

Um projeto municipal de revitalização do corredor da Rua João Alfredo, entre a Avenida Portugal e Travessa Frutuoso Guimarães, no centro comercial de Belém, visa instalar nova iluminação, calçadas e padronização de 250 barracas. O projeto já está aprovado, seguindo para o processo de licitação, com previsão de execução para o primeiro semestre de 2020.

Os detalhes foram apresentados pela Prefeitura de Belém ao permissionários que atuam no corredor da Rua João Alfredo, durante reunião realizada na tarde da última quarta-feira (20), no Mercado de Carne, localizado na Boulevard Castilho França, em Belém. 

Técnicos e engenheiros das Secretarias Municipais de Urbanismo (Seurb), Economia (Secon) e Saneamento (Sesan) e da Fundação Cultural de Belém (Fumbel) explicaram como será realizada a reforma da área. Foi montada uma comissão de acompanhamento da obra, integrada pelos permissionários da área. Após a apresentação, os trabalhadores puderam opinar e esclarecer dúvidas.

Segundo o titular da Secon, Rosivaldo Batista, a melhoria visual e estrutural será atrativa tanto para os trabalhadores da área como para os consumidores. "Será um piso antiderrapante para dar mais tranquilidade para as pessoas caminharem. E ordenamento dos 250 permissionários. Foi apresentada a visão panorâmica do projeto e registramos, em ata, pequenos questionamentos deles. Mas já está aprovado. Os lojistas também aprovaram", explicou. 

Outros projetos também devem beneficiar o centro comercial de Belém, conforme citou Rosivaldo Batista. "Além do projeto da João Alfredo, tem o projeto de reforma e restauro do Solar da Beira, prédio histórico localizado no complexo Ver-o-Peso, em Belém, que está em obras para ser concluído. E, ano que vem, teremos a requalificação da Feira do Ver-o-Peso, que vai permitir melhor organização do centro comercial", disse. 

O presidente da Associação dos Ambulantes do Centro Comercial (Aaccb), Robson Pimentel, conta que a demanda é antiga e representa um sonho coletivo. "Há anos não temos revitalização. É necessário para atrair o consumidor, que está afastado devido ao abandono, vias esburacadas, prédios com fachadas feias. Por isso fizemos o pedido para a Prefeitura", disse. 

"Barracas fixas padronizadas vão ficar divididas por setor, como alimentação, confecção e outros. Laje em cima desse trilho. Também foi apresentado que terá iluminação subterrânea. E pedimos mais segurança. Vai ter vigilante e espaço para guardarmos nossas mercadorias. Vai alavancar para ambulante, lojista e consumidor", completou Robson.

O Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!