Empresário cruza Brasil, Uruguai e Argentina de carro

Com saída de Belém, foram percorridos mais de 11.400 quilômetros. Todo o trajeto foi compartilhado nas redes sociais.

Jamille Reis

Já pensou em pegar o carro e sair por aí desbravando estradas e cidades Brasil a fora? Para o empresário Diógenes Spinosa, 36, essa aventura é real.

Apaixonado por carros desde a infância, ele troca as curtas e rápidas viagens de avião por experiências inesquecíveis sob quatro rodas.

A última delas foi o roteiro Belém-Uruguai-Argentina-Belém, realizada em julho, em 15 dias de experiências únicas nas estradas, passando por diversas cidades nos três países.

E engana-se quem pensa que para uma viagem dessas é necessário uma caminhonete. Todo o percurso foi feito a bordo de um Mini Cooper, na companhia de sua esposa e enteada.

"Fazer uma viagem de carro como essa, sem dúvidas, é ímpar", afirma Diógenes, que é diretor da DSP Motors. "Proporciona momentos, vivências, que não seriam possíveis em uma tradicional viagem de avião. São paisagens, pessoas, culturas diferentes a cada nova parada. Se eu pudesse, recomendaria à todos que vivessem essa experiência".

Para a trip, o empresário escolheu um veículo compacto, mas com muitos benefícios. Estabilidade, praticidade e estacionamento também são pontos positivos do veículo.

O Mini Cooper é um carro com motor 2.0 e 192 cavalos. Chega de 0 a 100 km/hora em menos de 7 segundos. Com isso, você tem agilidade, o que te permite fazer ultrapassagens com mais segurança — Diógenes Spinosa

(Akira Onuma / O Liberal)
(Akira Onuma / O Liberal)
(Akira Onuma / O Liberal)

Na estrada

Foram 11.400 km de chão, com média de 13 a 15 horas sob o volante diariamente, em uma velocidade média de 97 km/hora. Todo o trajeto foi compartilhado nas redes sociais, no perfil @dspmotors, no Instagram.

A aventura gerou milhares de visualizações diariamente e permitiu uma ampla troca de experiências e conhecimento com outros apaixonados por carro e viagens.

Durante os 15 dias de viagem, com paradas em Foz do Iguaçu (PR) e Cuiabá (MT), Diógenes vivenciou momentos únicos, que ficarão na memória.

Como é todo personalizado, o carro chamava atenção por onde passava. Várias pessoas vinham bater papo, fazer fotos. Despertou a curiosidade dos outros e uma troca muito legal. Ninguém acredita que saímos de Belém, no Pará, para ir até o Uruguai e Argentina de carro — Diógenes Spinosa

Planejamento

Com a rotina no mercado de veículos e toda a experiência acumulada, Diógenes planejou todo o roteiro da viagem em apenas 10 dias. Mas, para quem deseja embarcar numa experiência dessas, é preciso seguir algumas dicas.

De acordo com o empresário, a cada cinco mil quilômetros rodados, também é necessário fazer rodízio nos pneus, como uma forma de prevenção.

"Apesar de ter uma longa experiência, quando estamos na estrada, nos vemos em situações de risco", pontua o diretor da DSP Motors. "Então, é preciso ter cautela e agir sempre preventivamente".

Para a viagem, como estava com os pneus recém trocados, Diógenes precisou apenas fazer alinhamento e balanceamento, troca de filtro e óleo antes, durante e na volta.

É preciso se planejar direitinho, tirar carta verde e o seguro para terceiros que vão rodar pela América do Sul, fazer revisões, verificar pneus, troca de filtro, troca de óleo — Diógenes Spinosa

"Só viajo de avião para países que realmente fica muito inviável ou se tiver uma urgência, que não dê para fazer no tempo do trajeto de carro", afirma o empresário Diógenes Spinosa, diretor da DSP Motors (Akira Onuma / O Liberal)

Paixão por carros

Neto de um caminhoneiro argentino, Diógenes Spinosa fez a primeira viagem de carro aos 12 anos, com os pais, de Belém a São Paulo. De lá pra cá, a paixão só aumentou.

A afinidade, inclusive, levou o empresário a trabalhar no mercado de automóveis, com revenda de carros.

O que eu amo fazer é dirigir. Minha relação com a direção é tão grande que minha enxaqueca passa se eu for para o volante. Se eu estiver estressado, pego o carro e vou até a entrada de Mosqueiro, jogo um bilhar, tomo um café e volto. Dirigir é uma terapia — Diógenes Spinosa

Novas aventuras

A próxima aventura terá como destino o Ushuaia, na Argentina, cidade localizada no extremo sul da América do Sul.

A rota Belém-Canadá também está em vista. "Já comecei a pesquisar", afirma o empresário. "É uma viagem que vai durar uns 30 dias somente a ida, com trajetos com balsas e muitas aventuras".

Na última aventura, o empresário Diógenes Spinosa viajou acompanhado da esposa e da enteada (Arquivo Pessoal)
Publieditorial
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!