Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pandemia valoriza profissionais de fisioterapia

Com destaque na formação de alunos na área da saúde, Centro Universitário Fibra oferta, também, a graduação de Fisioterapia

Dayane Baía

Segundo o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, o Pará possui 4.080 fisioterapeutas regularizados que se dividem, de modo geral, no atendimento clínico (hospitais, clínicas, ambulatórios, centros de reabilitação etc.); saúde coletiva; educação; esporte; entre outros. Os profissionais são fundamentais no tratamento e prevenção de distúrbios funcionais de órgãos e sistemas, gerados por alterações, traumas e doenças adquiridas. 

Em 2020, a demanda da área cresceu vertiginosamente com a expansão da pandemia de covid-19. Entre os principais acometimentos, a insuficiência respiratória necessitou de equipamentos de ventilação mecânica e, sobretudo, do conhecimento e atuação do profissional de fisioterapia para avaliar as condições gerais dos pacientes e as manobras mais adequadas a cada caso.

A mobilidade também é um dos aspectos fragilizados pela doença, não raras foram as cenas de pacientes em cadeiras de rodas, recebendo alta médica para dar continuidade à recuperação em casa. 

O fisioterepeuta Enzo Dantas explica que, durante a pandemia, a relevância do papel do fisioterapeuta foi evidenciada. Na fase mais aguda, os profissionais realizam o acompanhamento intra UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para, principalmente, a manutenção do suporte respiratório. Já numa fase mais tardia e nos casos menos severos, os fisioterapeutas atuam para tratar ou prevenir, com mais ênfase, as possíveis sequelas de debilidade física ou respiratórias, garantindo o retorno pleno do paciente às suas atividades com segurança.

Formação

O crescimento da demanda na pandemia motivou o Centro Universitário Fibra a agilizar a oferta do curso de Fisioterapia. Previsto para iniciar em 2022, a graduação vem reforçar o diferencial da instituição na formação de profissionais na área da saúde, com uma completa estrutura de clínicas e ambulatórios.

“O curso, presencial, nasceu dos anseios da sociedade. Com o surgimento da covid-19, muitas pessoas passaram a ter que fazer reabilitação respiratória e isso nos impulsionou, ainda mais, a estruturar um curso que atenda a esses enfrentamentos postos pelos novos tempos”, explica a pró-reitora Acadêmica da Fibra, Irene Noronha Seabra.

Irene Noronha, pró-reitora Acadêmica do Centro Universitário Fibra, anuncia curso de Fisioterapia na instituição para 2022 (Arquivo pessoal)

A área de estudo possui mecanismos terapêuticos próprios, com base em conhecimentos biológicos, além de disciplinas comportamentais e sociais. “Após reunião do Conselho Superior Universitário (Consun) foi aprovada a implementação do curso, que já nasce sólido, com um corpo docente muito capacitado. Acreditamos no nosso diferencial: a seriedade e a competência que fazem de nós um Centro Universitário com nota máxima”, salienta Irene.

Aos futuros profissionais, Enzo deixa um recado: “Realmente amo o que faço. É uma profissão linda, a recompensa de um sorriso e a gratidão que ganhamos é ímpar. Há muitos fisioterapeutas, mas para aqueles que são atentos e, acima de tudo, buscam melhorar sempre e somar na vida das pessoas, o reconhecimento vem”, frisa o fisioterapeuta, que destaca a importância da dedicação para fazer a diferença na sociedade.

Mercado

A pandemia também alterou as formas de convivência social, promovendo, por exemplo, o trabalho em homeoffice. A mudança ocasionou posturas inadequadas por longas horas, impactando diretamente na coluna vertebral, outra parte do corpo em que a fisioterapia é fundamental para prevenir e tratar lesões. 

Fisioterapeuta Enzo Dantas destaca o reconhecimento dos pacientes na reabilitação é a maior recompensa nos atendimentos (Arquivo pessoal)

“Atuo na área de traumato-ortopedia, trabalhando mais relacionado com casos de dores na coluna, com Quiropraxia e Pilates. O profissional hoje tem um leque de opções para atuar em diversas áreas, desde a reabilitação, até estética, respiratória, a ortopedia e até uma proposta de saúde integrativa, trabalhando com opções e direcionamentos mais inovadores da fisioterapia”, detalha Enzo Dantas. 

O curso de fisioterapia do Centro Universitário Fibra está em fase de implantação e deve iniciar as aulas da primeira turma no primeiro semestre de 2022. Para conhecer mais sobre os cursos e a instituição de ensino, clique aqui.

Conteúdo patrocinado
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!