Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mastologista reforça a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama

Outubro Rosa: campanha busca alertar a população e conscientizar para a realização de exames periódicos

O autocuidado é um fator importantíssimo no combate ao câncer de mama. Fazer exames periódicos, ficar atenta aos sinais do corpo e realizar o autoexame são medidas que permitem o diagnóstico precoce e, consequentemente, maiores chances de cura da doença. Por isso, o mês de outubro foi eleito para dar voz a campanha mundial Outubro Rosa, que tem como foco alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção, bem como compartilhar informações sobre a doença. Porém, a atenção à saúde feminina deve se estender por todo o ano.

Campanha incentiva o olhar atento para a saúde (Pexels)

Mary Helly Valente, mastologista do Centro de Tratamento Oncológico, afirma que o número de pacientes diagnosticadas com a doença vem crescendo. “Vários fatores vêm interferindo para que o número de casos cresça, entre eles estão: obesidade, sedentarismo, ingestão de alimentos industrializados, tabagismo, gravidez tardia e o envelhecimento da população”, afirma.

Mastologista Mary Helly Valente destaca que quando diagnosticado em estágio inicial, chances de cura do câncer de mama chegam a 95% (Arquivo Pessoal)

Segundo a médica, no Pará outro fator também influencia no aumento de casos da doença. “No nosso estado o acesso a consultas com o mastologista, exames e diagnóstico ainda é muito difícil. Então, mulheres da região Norte são mais propensas a um diagnóstico tardio”, explica Mary Helly.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia, a mulher deve iniciar os exames de rastreamento para o câncer de mama a partir dos 40 anos de idade, caso não tenha histórico de parentes de primeiro grau que tenham sido acometidos pela doença na família.“O fator hereditário deve ser considerado, principalmente se forem parentes de primeiro grau, ou seja, mãe, pai, irmã, irmão ou filhos. Esses pacientes têm de 10% a 15% de chances de ter câncer de mama se comparado a pessoas que não tem o fator hereditário”, alerta a mastologista.

Os sintomas da doença são variáveis e pode se apresentar desde um quadro assintomático, podendo ser detectado apenas pela mamografia ou ainda apresentar lesões na pele, retração do mamilo, descamação da região mamária e saída de secreção pela mama.

Mary Helly pontua que quanto mais cedo diagnosticado, maiores são as chances do sucesso no tratamento do câncer de mama, por isso a importância em conscientizar as pessoas. “O câncer de mama tem cura, principalmente quando é detectado precocemente, por meio da mamografia, que indica lesões não palpáveis. A chance de cura chega a 95% para pacientes que descobrem o câncer de mama em estágio inicial”, afirma.

Hábitos saudáveis

Entre os fatores que contribuem para a prevenção da doença estão manter uma rotina com boa alimentação e a prática de exercícios físicos. A Farmalíder entende que ter uma vida saudável é importante para evitar não só o câncer de mama, mas muitas outras doenças. Por isso, a rede de farmácias apoia a campanha Outubro Rosa e incentiva seus clientes a buscarem o bem-estar e qualidade de vida. 

Para saber mais sobre produtos, serviços e informações sobre saúde e bem-estar, acompanhe o perfil da Farmalíder no Instagram @farmaliderfarmacias.

Conteúdo patrocinado
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!