Maple Bear Belém se prepara para nova etapa de crescimento

Novo prédio, para o ano letivo de 2020, abre oportunidade para novas turmas e projetos

Victor Furtado

A escola bilíngue Maple Bear Belém, de metodologia canadense de ensino e aprendizagem, terá uma nova sede, em Belém, para o ano letivo 2020. Com cinco mil metros quadrados de área, o novo prédio está pronto para acolher os novos alunos.

Na Maple Bear, os alunos são preparados aos moldes da educação de ponta do Canadá, com um sistema de ensino semi-integral e atividades extra-curriculares.

Por se tratar de uma escola bilíngue, os estudantes vivem num processo de imersão na língua inglesa e, entre as novidades previstas para a nova sede está a disciplina de língua francesa a partir das turmas do Year 6 (6º ano).

Atualmente, do maternal ao jardim I, as crianças só convivem com inglês, depois, a partir do jardim II, a língua portuguesa começa a ser desenvolvida na metodologia da escola. Já a pré-alfabetização é nos dois idiomas, enquanto que do primeiro ano fundamental em diante metade dos conteúdos são em inglês e a outra metade, português.

"O aprendizado dos idiomas é algo adquirido naturalmente pelos alunos. Além disso, o inglês é em nível suficiente para certificação das provas da universidade de Cambridge" — secretário escolar da Maple Bear Belém, Fábio Baraúna

A escola possui reconhecimento formal do Ministério da Educação (MEC) e está presente em 18 países. Em 2020, serão 200 unidades da franquia no Brasil.

A nova sede, em Belém, fica na Travessa Benjamin Constant, entre as ruas Gaspar Vianna e 28 de Setembro. Já a sede atual, na Rua Serzedelo Corrêa, será readaptada para a realização de novas atividades.

Para mais informações, a Maple Bear Belém também está com um estande montado no Boulevard Shopping.

METODOLOGIA DE ENSINO CANADENSE

(Divulgação / Maple Bear)

O Canadá, pelo Programa Internacional para Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês), tem um dos cinco melhores sistemas educacionais do mundo.

Enquanto na educação brasileira tradicional o professor é a figura central, na metodologia canadense o aluno é o foco: o professor dá as instruções e o estudante conduz o próprio aprendizado.

Com mesas e cadeiras dispostas de modo a fazer todos os alunos interagirem, o aprendizado é compartilhado e todos evoluem juntos, de forma colaborativa. Ou seja, o conhecimento não é adquirido por memória.

"Todo o aprendizado é prático, de forma lúdica, palpável, experimental e vivencial. Estimulamos nossos alunos à leitura. Por ano, chegam a ler até 300 livros. Muitos até abdicam de ir ao recreio para ficar na biblioteca lendo. É uma outra metodologia. Quem sai, acaba retornando por não aguentar o método de educação tradicional brasileiro novamente" — diretora geral da Maple Bear Belém, Zaquie Tuma

As disciplinas possuem centros de aprendizado, onde os estudantes experimentam e vivenciam os novos conhecimentos, e as aulas estimulam os estudantes a se movimentarem, pois a ideia de sentar em uma cadeira e ficar recebendo conteúdo tem se mostrado obsoleta.

A cada aula, os estudantes precisam avaliar o próprio desempenho e refletirem sobre os conhecimentos adquiridos. A figura da prova formal, como método de avaliação, existe, porém não é a única ferramenta de avaliação.

MATRIZ CURRICULAR

(Divulgação / Maple Bear)

Além das disciplinas comuns, os estudantes da Maple Bear Belém têm outras atividades.

Há aulas de empreendedorismo (com certificação), robótica — na matriz curricular desenvolvendo conhecimentos de Física, Química, Matemática e Artes Steam de forma aplicada, que já rendeu participação em torneios — e aulas de culinária — Cooking Arts, com a tradição de fazer um bolo para os aniversariantes.

Quando forem implantadas as atividades extra-curriculares, do modelo semi-integral, os estudantes poderão ter aulas de artes, dança, música e esportes diversos.

TRABALHADORES BILÍNGUES

(Divulgação / Maple Bear)

Por ser uma escola bilíngue, todos os 65 trabalhadores da escola, o que inclui o corpo de professores, falam inglês.

Os que não dominavam o idioma também tiveram acesso ao aprendizado, e tão logo a língua francesa seja introduzida no currículo, será um novo aprendizado a todo o corpo técnico.

Duas vezes por ano, os professores vão a São Paulo para receberem treinamento e atualização.

Como medida de segurança, todos os funcionários são brigadistas de incêndio treinados e certificados.

EXCELÊNCIA E QUALIDADE

(Divulgação / Maple Bear)

Todos os procedimentos da escola, de processos administrativos a estratégias mais amplas, são avaliadas por consultores canadenses, onde tudo é inspecionado, avaliado e certificado para continuar.

No prédio há câmeras distribuídas por toda a escola, além de seguranças dentro e fora da instituição.

A entrada e a saída dos estudantes é tão controlada quanto a alimentação, cuja premissa é de ser segura contra qualquer restrição alimentar.

Estas são algumas formas de manter o padrão de excelência na educação que a Maple Bear Belém carrega na missão e na visão organizacionais.

Um modelo que Zaquie Tuma e seu dream team (time dos sonhos) garantem preparar pessoas para o mundo. Pessoas que serão líderes, críticas, inovadoras, colaborativas e aptas a conquistar tudo o que desejarem.

(Divulgação / Maple Bear)

SERVIÇO

Para mais informações, acesse o site Maple Bear Belém, envie uma mensagem para WhatsApp ou ligue (91) 98937-9422.

A Maple Bear Belém também está com um estande montado no Boulevard Shopping.

Acesse também as mídias sociais:

● FACEBOOK
● INSTAGRAM

Publieditorial
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS DE PUBLIEDITORIAL