Esamaz completa 15 anos e caminha para se tornar um Centro Universitário com 25 mil alunos

Com expansão, instituição de ensino superior terá alunos nos estados do Pará, Amazonas, Tocantins e Goiás

Publieditorial

A Escola Superior da Amazônia (Esamaz) completa, nesta segunda-feira (12), 15 anos de fundação.

A instituição de ensino superior, que começou com apenas cinco cursos e, hoje, oferece 29 cursos, possui cerca de 5,5 mil alunos e aproximadamente 600 colaboradores, entre docentes e técnicos administrativos.

Sob o comando da família Almeida Gonçalves, a Esamaz caminha para se tornar, ainda este ano, um Centro Universitário, ultrapassando as divisas do Pará, chegando ao Amazonas, Tocantins e Goiás.

A Cesamaz, como deverá ser chamado o novo empreendimento, alcançará, então, cerca de 25 mil alunos.

Família Almeida Gonçalves entregou diplomas de Honra ao Mérito para colaboradores e personalidades (Igor Mota / O Liberal)

Vice diretor-geral da Esamaz, Reinaldo Williams de Almeida Gonçalves, disse que tudo isso é fruto de um trabalho familiar sólido, que vem se alicerçando ao longo desses 15 anos.

"Eu ouso dizer que a Esamaz, hoje, é mais que um sucesso: é um mega sucesso. A Esamaz, acima de tudo, tem uma coisa que eu acho que o paraense vibra muito, que aquele aconchego, aquela receptividade, aquele carinho. Mas, acima de tudo, um corpo docente qualificado, uma infraestrutura de qualidade. Os nossos alunos, hoje, se sentem muito acolhidos dentro da instituição e é muito nítida a receptividade no mercado de trabalho. Hoje, vejo muitos alunos que já saem empregados. Mesmo antes de se formar, já têm uma perspectiva. Eu vejo isso como uma coisa muita positiva", afirma.

Reinaldo Williams também comentou a trajetória da faculdade, que começou com apenas cinco cursos. "Na verdade, fizemos vários estudos de mercado e de viabilidade, e decidimos inovar, como o primeiro curso de Enfermagem privado do Estado do Pará. Depois fomos a primeira faculdade em Belém com o curso de Biomedicina. E, aí, fomos desbravando a área da Odontologia. Daí em diante, só crescimento, só sucesso", destaca.

Diretora de Patrimônio da Esamaz (DIPAT), Rita Nazaré de Almeida Gonçalves também falou sobre a trajetória. "A nossa família sempre trabalhou na área de educação. Aí surgiu a vontade do meu pai em querer expandir, trabalhando na área, mas abrindo o nosso próprio negócio. Agora estamos há 15 anos no mercado e procuramos sempre expandir e atender aos nossos alunos com qualidade, tornando-os aptos e qualificados, preparados para o mercado de trabalho, para que, assim que saiam da graduação ou da pós, estejam aptos", ressalta.

Programação especial

Para marcar o aniversário de 15 anos, a Esamaz preparou uma programação especial que começou na sexta-feira (9), com uma missa em ação de graças celebrada pelo padre Humberto Brito, às 11 horas, no auditório da Esamaz-Municipalidade. Padre Humberto, inclusive, é professor de Sociologia e Filosofia na faculdade, além de pároco da Igreja de Santo Antonio de Pádua, em Ananindeua.

No sábado (10), ocorreu uma grande festa no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, onde foram homenageadas diversas pessoas que contribuíram para o sucesso da faculdade. Foi um evento para 800 pessoas. E, nesta segunda-feira (12), será realizada uma ação nos campi da Esamaz com a participação de alunos, professores e colaboradores.

Presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter Jorge participou da programação, no Hangar, na noite de sábado (10). "Estou me sentindo muito feliz por estar aqui; são 15 anos de avanço na educação no país. Uma faculdade que cresceu, cresceu muito, que tem uma avaliação muita alta pelo Ministério da Educação, que a coloca dentro das grandes faculdades do país", afirmou. "É um grupo próspero, visionário, que tem levado a educação no Estado do Pará à linha de reconhecimento em todo o Brasil. Está de parabéns, o grupo", completou.

Um dos homenageados da noite foi Silvio Cardoso, assistente financeiro e que está na faculdade desde 2004. "A única palavra que eu tenho a dizer é gratidão por esse convívio que eu tenho com a família Almeida Gonçalves. É uma honra ter essa homenagem nos 15 anos da Esamaz. Meu vínculo com eles é familiar, são 24 horas praticamente convivendo com eles", afirmou.

Também, durante a programação especial, foi exibido um vídeo do senador Zequinha Marinho, no qual parabenizou a faculdade e destacou os cursos e os empregos gerados pela instituição de ensino. 

Conquistas e avanços

Além dos campi de Belém, a Esamaz congrega a Esamaz Tec, que oferece cursos técnicos e profissionalizantes, e Faculdade Integrada Carajás (FIC), que tem campi nos municípios de Redenção e, em breve, Conceição do Araguaia e Abaetetuba, onde deve oferecer os cursos de Direito e Enfermagem.

Ainda no interior do Pará, outro avanço da Esamaz foi a criação da Fazenda-Escola para o curso de Medicina Veterinária, que deve funcionar em São Domingos do Capim, no nordeste paraense. 

Outra conquista recente foi o Certificação de Qualidade do Conselho Federal de Enfermagem, cujo curso de Enfermagem da faculdade foi o primeiro das regiões Norte e Nordeste a receber selo. Inclusive, o Curso Técnico de Enfermagem da Esamaz Tec foi o primeiro do Brasil a receber a mesma certificação.

A Esamaz também está em busca de avanços na plataforma tecnológica para suprir a demanda do Ensino a Distância (EAD). Para atrair novos alunos, a faculdade também criou um programa de financiamento próprio, onde, por meio de bolsas, os alunos conseguem pagar os cursos.

Solenidade contou com a presença de 800 pessoas, entre colaboradores, docentes, jornalistas e convidados especiais (Igor Mota / O Liberal)

Família unida pela Educação

Diretor-geral da Esamaz, Reinaldo Barros Gonçalves teve sua vida totalmente dedicada à educação e lembrou a origem da faculdade. "Eu trabalhava com várias empresas (Moderno, Ficom, Unama), então achei que eu deveria fundar uma. Fundamos. Começamos lá no Berço de Belém, abrimos também na [travessa] Castelo [Branco]. Da Castelo, fomos para [avenida] Nazaré. Depois, São Pedro, Municipalidade, Arcipreste. E, assim, começamos a nossa vida", contou. "A Esamaz, hoje, representa para a sociedade paraense um grupo educacional. Oferecemos um ensino de qualidade, a infraestrutura é a melhor possível. Então, nós agregamos valores para nossos amigos docentes e discentes para a vida profissional. O nosso aluno, quase todo ele, quando sai da Esamaz, já sai empregado. Então, significa que o ensino é de qualidade, é um diferencial muito grande", afirmou. 

Reinaldo Barros disse que o grupo está aumentando: "O grupo comprou a Ulbra (Universidade Luterana do Brasil), as unidades de Santarém, de Manaus, no Amazonas, Itumbiara, em Goiás, e Palmas, no Tocantins. Esse é o pontapé inicial dos 15 anos e ainda vem mais coisa pela frente, se Deus quiser. Enquanto todo mundo vem comprar aqui no Estado do Pará, nós saímos para comprar lá fora. Ou seja, levando o nome do Pará para fora do Estado. E o nosso grupo é genuinamente paraense e familiar. Só eu, minha esposa (Nazaré) e os dois filhos (Reinaldo e Rita)."

Família Almeida Gonçalves: Reinaldo Barros (esq.), Maria Nazaré, Rita Nazaré e Reinaldo William (Igor Mota / O Liberal)

Esposa de Reinaldo e diretora Administrativa e Financeira da Esamaz (DAF), Maria Nazaré de Almeida Gonçalves lembrou da "sementinha" plantada no passado. "Começou há 15 anos. Nós, na ocasião, nem pensávamos em criar tudo isso, mas foi lançada uma 'sementinha', que germinou e se transformou em uma árvore, que hoje é a Esamaz. A mão de Deus foi o principal; o que está acontecendo foi além do que eu sonhei, muito além. É um sentimento de felicidade, de gratidão a Deus, de realização de vida, um futuro promissor para os meus filhos"

Sobre o futuro, Maria Nazaré comentou: "Eu espero que nós, principalmente, continuemos com essa união que temos. Eu, Reinaldo e meus dois filhos. Acho que foi isso que contribui para o crescimento da Esamaz, principalmente a união, a compreensão, a ajuda que um deu para o outro. Acredito que, daqui para a frente, isso vai crescer mais ainda. Até porque eles são mais jovens, têm ânsia de sucesso. Acredito que eles vão chegar mais longe."

Aluno pronto para o mercado de trabalho

Os números da Esamaz são grandiosos: cerca de 5,5 mil alunos e 600 colaboradores. "Eu vejo isso como fruto de trabalho. Você não chega a lugar nenhum se não tiver um trabalho sólido. E, hoje, você conseguir alcançar essa média de 5,5 mil só na graduação, fora a pós-graduação, é fruto de intenso trabalho, dia e noite, da família. Mas, acima de tudo, de todos aqueles que compõem a Esamaz. Eu digo que o diferencial da Esamaz é ser família", afirmou o vice diretor-geral, Reinaldo Gonçalves.

A meta da faculdade é se tornar Centro Universitário este ano. "Nós já estamos trabalhando com afinco com isso. Recentemente, nós incorporamos unidades no Norte como um todo. Santarém (no oeste do Pará), Manaus (no Amazonas), em Rondônia e também em Goiânia (capital de Goiás). A ideia é já transformar em Centro Universitário. Eu acredito que isso aconteça, no máximo, até final de outubro, isso numa visão muito 'pessimista'. Mas, com certeza, será antes", completou.

Reinaldo Gonçalves também falou sobre o que virá daqui para a frente. "Um crescimento cada vez mais sólido, mas um crescimento alicerçado. Eu vejo hoje que a instituição, com essa novas incorporações, vai crescer a um patamar que a gente não consegue dimensionar, para algo em torno de 25 mil alunos. Então, trabalhar 25 mil alunos, hoje, já se torna referência no nosso mercado", afirmou.

Segundo o vice-diretor geral, o aluno que sai da Esamaz é "um aluno competente, ético e formado para o mercado de trabalho, e, acima de tudo, qualificado. Hoje, vejo vários alunos que têm muitas formações, e a Esamaz já tem professores que foram nossos alunos, formados com mestrado, doutorado. Então, para nós, é só alegria, só felicidade".

Reinaldo Gonçalves também falou sobre essa data histórica para a faculdade: "Digo que o melhor sentimento, neste momento, é a gratidão. Agradecer a Deus, primeiramente. Mas agradecer aqueles todos que, em toda a sua trajetória, em toda a sua vida profissional e acadêmica, fizeram da Esamaz esse sucesso consolidado que é nesses 15 anos".

Publieditorial
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!