Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Como manter a segurança em elevadores durante a pandemia

Confira dicas de prevenção e higienização do espaço para combater o vírus

Jamille Reis

Quem mora em prédio sabe bem os desafios trazidos pela pandemia, afinal, precisa lidar diariamente com o uso de elevadores, local onde passa um grande fluxo de pessoas ao longo do dia. A aflição também é compartilhada por quem trabalha ou frequenta prédios comerciais. No entra e sai, o medo da contaminação pelo coronavírus pode tomar conta. Mas, existem algumas medidas que podem ajudar na prevenção do vírus.

O primeiro passo para se proteger da covid é usar um lenço, de preferência descartável, para acionar tanto o botão de chamada do elevador no pavimento como os botões da cabine e, se necessário, abrir portas de eixo vertical, aquelas que precisam ser empurradas. Outra dica importante é não encostar nas superfícies do equipamento e fazer uso do álcool em gel para higienização das mãos sempre que sair do ambiente.

Por ser um local considerado com alto risco de infecção, o mais seguro é que o elevador seja utilizado por uma única pessoa, ou membros da mesma família. Porém, se não for possível aguardar, como nos casos de elevadores comerciais, onde o fluxo dificilmente permite a ação, a recomendação das principais marcas de elevadores é que se mantenha distância de pelo menos um metro das outras pessoas, o que, na grande maioria dos modelos de elevadores, limita o uso a três pessoas por vez.

Higienização precisa ser reforçada

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Elevadores (Abeel), é preciso, também, alertar síndicos e administradores de condomínios quanto à limpeza dos equipamentos, que deve, preferencialmente, ser realizada a cada duas horas, de acordo com o fluxo de uso. Para evitar danificar o equipamento, a Abeel também destaca que produtos químicos não devem ser utilizados diretamente nas peças e componentes eletrônicos. Um pano macio ou toalha de papel umedecidos com álcool isopropílico é o mais recomendado para remover sujeiras dos painéis.

Outra solução, é o uso de capas de proteção, que facilmente são encontradas no mercado e protegem os botões de acionamento internos e podem ser retiradas para a higienização. Entretanto, tudo dentro do elevador deve ser higienizado com o máximo de cuidado e frequência: chão, teto, corrimões, paredes e espelhos.

Roberto Rivelino, diretor da River Pragas Detetizadora, explica que os elevadores, assim como as áreas comuns do condomínio, também devem passar por desinfecção e sanitização, ou seja, procedimentos para eliminação de vírus, bactérias, germes e fungos contaminantes que não são removidos na limpeza comum. "Os elevadores são locais que ficam fechados por muito tempo, por isso a atenção precisa ser redobrada. Além da limpeza regular, o indicado é que fique o máximo de tempo possível com as portas abertas, por causa da ventilação", afirma.

Segundo ele, a limpeza diária, feita pelo próprio condomínio, pode ser realizada com água e sabão, água sanitária e produtos com álcool ou a base de hipoclorito de sódio. "Como se trata de um equipamento eletrônico, é preciso muito cuidado para não aplicar produtos diretamente nos painéis, botões, visores, entre outros, que podem ser danificados", pontua Roberto.

A Abeel também faz um alerta: não é necessário utilizar mangueira com água corrente, o que pode danificar o elevador e acumular água no poço. Segundo a associação, produtos químicos agressivos, com ácido, água sanitária e removedores de tinta ou abrasivos, como lixa, palha de aço e esponja ásperas não são indicados.

Dicas para quem usa elevadores - Recomendações da Abeel para o uso do elevador em edifícios residenciais ou comerciais:

• Evite usar o elevador quando estiver cheio, espere sempre a próxima viagem.
• Caso precise descer apenas dois andares ou subir um único pavimento, opte pelas escadas. Evite o elevador.
• Acione o botão de chamada do elevador com o auxílio de um lenço de papel descartável. Adote o mesmo procedimento no botão interno da cabina para acionar o seu pavimento.
• Adote o mesmo procedimento do uso de um lenço de papel descartável nas portas de pavimento do tipo Eixo Vertical. Ou seja, aquelas que necessitam serem puxadas com a mão para entrar e empurrá-las para sair da cabine.
• Ao viajar no elevador evite encostar nas paredes da cabine.
• O condomínio deve efetuar a higienização do interior da cabine, se possível, no intercalo de duas horas, dependendo do fluxo de pessoas que circulam pelo elevador.
• É preciso cuidado para não aplicar produtos de limpeza diretamente sobre as peças como botões, visores, indicadores de posição, subteto etc. Isso pode atacar as peças como acrílicos e plásticos.
• Umedeça um tecido especial para limpeza no produto e passe suavemente sobre as partes do elevador.

Link da cartilha da Associação Brasileira das Empresas de Elevadores
 

Conteúdo patrocinado
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!