Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Faepa 70 anos: lutas e vitórias marcam a trajetória da instituição

Federação é homenageada com Sessão Especial na Assembleia Legislativa do Estado do Pará

Há 70 anos, a Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa) trabalha para fomentar o agronegócio do Pará, por meio da representação e defesa da classe produtora rural. Para reconhecer este importante trabalho para o desenvolvimento econômico do estado, a Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) realizou, na quinta-feira (11), uma sessão solene semipresencial para homenagear a entidade. O evento ocorreu às 10h, no auditório João Batista, e foi transmitido em tempo real para toda a região metropolitana de Belém, por meio do canal da Faepa no youtube e da TV e Rádioweb  Alepa. 

A mesa da cerimônia foi composta pelas seguintes autoridades do estado: Nilse Pinheiro, deputada estadual; Junior Hage,deputado estadual; Antônio Tonheiro, presidente em exercício da Alepa; Carlos Fernandes Xavier, presidente da Faepa; Marcos Marcelino de Oliveira, presidente em exercício da Fiepa; Rubens Magno, diretor superindente do Sebrae no Pará; Giovanni Queiroz, secretário extraordinário de produção do governo do Pará; e Clóvis Carneiro, presidente da Associação Comercial do Pará.

“A nossa intenção é parabenizar a Federação pelos relevantes serviços prestados ao nosso estado, principalmente neste momento pós-pandemia, pois sabemos que a agricultura e a pecuária contribuem para geração de renda. Então, eu fico muito feliz em poder ser proponente desta sessão solene, que foi aprovada nesta casa de lei com unanimidade”, destacou a deputada professora Nilse Pinheiro.

Entidade realiza ações para promover o avanço no agronegócio em diversos municípios do Pará (Igor Mota)

A Federação foi fundada no dia 8 de setembro de 1951 e, sob a denominação de Federação das Associações Rurais do Estado do Pará, a entidade sindical de segundo grau foi criada com o objetivo de colaborar no estudo e na solução dos problemas relacionados à vida rural, propor medidas necessárias ao desenvolvimento agropecuário, orientar e promover a fundação e organização das associações rurais (hoje, sindicatos rurais) e cooperativas, entre outras atribuições.

Para o presidente da Faepa, Carlos Fernandes Xavier, é uma honra fazer parte deste momento tão especial para o agronegócio paraense. “Eu senti a necessidade de trabalhar a representação do produtor rural, que é oficialmente criada por lei federal. Fundei o sindicato de Paragominas e, alguns anos depois, entrei na Federação e comecei a andar por todo o Pará. Também dividi a diretoria da Faepa em 10 núcleos regionais para que nós tivéssemos a oportunidade de ficarmos mais próximos do produtor e dos sindicatos. Hoje, eu tenho a alegria e o prazer de dizer que a entidade está mais presente em nosso estado”, afirma o presidente.

A Faepa é uma das 27 entidades sindicais de grau superior que integra a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). É uma instituição com personalidade jurídica própria, de direito privado, sem fins lucrativos. Possui sede na cidade de Belém e base territorial no estado do Pará, congregando atualmente 132 sindicatos rurais e 10 núcleos regionais.

Sessão especial na Alepa marca os 70 anos da Faepa (Igor Mota)

O vice-presidente da instituição, Vilson João Schuber, comentou que o evento é uma maneira de reconhecer o trabalho que a Federação vem desenvolvendo no estado do Pará. “A Faepa está sempre incentivando o desenvolvimento do agronegócio, da agricultura, da pecuária, dos serviços agroflorestais e, principalmente, das técnicas de capacitação dos empregados rurais. Tudo isso com respeito ao meio ambiente, que traz todos para um compromisso com as próximas gerações”, afirma Schuber.

A homenagem, com diploma de reconhecimento pelos serviços prestados ao Pará, foi entregue pela deputada professora Nilse Pinheiro, Antônio Tonheiro, Júnior Hage e o presidente da Faepa, Carlos Xavier, aos homenageados Antônio Francisco Araújo, Fernão Zancanner (representado por Chicão Caruso), Jahyr Seixas Gonçalves (representado por Guilherme Minssen), Roque Quagliato, Devanir João Bonde, Lira Maia (representado por Vilson Schuber), Nelson Araújo (representado por Darlene Pantoja), Hiroshi Okajima, Benedito Mutran Filho, Walmir Climaco (representado por Fabrício Schuber), José Fernando Vasconcelos (diretor do Fundepec), Walter Cardoso (superintendente do Senar), Maria Goretti da Fonseca Gomes e Maria Domingas Ribeiro Paulino.

O coordenador do Núcleo Regional do Marajó, Antônio Francisco Araújo, fez um discurso em nome de todos os homenageados. "Que satisfação falar aqui nessa tribuna. É muito importante viver esse momento e me sentir integrando uma camada que acredita na democracia, nunca sujeito a aceitar o retrocesso, consciente que devemos preservar o meio ambiente”, destacou.

Aniversário será marcado por ações que serão realizadas até dezembro (Igor Mota)

Para comemorar os 70 anos, a Faepa preparou uma agenda de atividades que acontecerão ao longo do final deste ano, entre elas algumas homenagens e premiações visando reconhecer o mérito de iniciativas que se destacam pela excelência de sua contribuição com ações de valorização e defesa das atividades agropecuárias no Pará.

Confira, a seguir, mais depoimentos em homenagem aos 70 anos da Faepa:

"Esse é o reconhecimento do órgão comandado pelo Carlos Xavier. A Faepa é uma entidade muito importante para a classe e tem representatividade em todo o estado através dos seus sindicatos. E nós, do agro, não temos como viver sem ter essa liderança trabalhando e mostrando o que é feito no campo".
Roque Quagliato - Coordenador do Núcleo do Sul do Pará

"Eu me sinto muito feliz por ser homenageado. A Faepa está fazendo 70 anos e eu 80 anos no dia 8 do próximo mês. Eu só tenho a agradecer".
Hiroshi Okajima - Coordenador do Núcleo Guajarina

"Estou há 17 anos na função financeira do Senar e do Fundepec. É sempre muito gratificante ser homenageado pela Assembleia Legislativa. A gente fica muito alegre e satisfeito".
José Fernando Paes de Vasconcelos - Coordenador administrativo financeiro do Senar e do Fundepec

"Eu estou representando a região de Paragominas e acho que o produtor rural merece esse prestígio, pois o Pará é o limite do desenvolvimento do agronegócio no Brasil. Nós temos clima, temos terra e gente com vontade de trabalhar. O agronegócio agradece essa homenagem".
Francisco Caruzo Neto - Coordenador do Núcleo do Nordeste do Pará

"O Senar, como integrante do sistema Faepa, sente-se bastante reconhecido pela atuação desse sistema no estado do Pará. A Faepa tem uma missão e um compromisso com os produtores rurais. Quem está em festa são os produtores rurais porque recebem, através da sua liderança, essa homenagem muito justa".
Walter Cardoso - Superintendente do Senar

Conheça mais sobre a história da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará, clicando aqui.

Conteúdo patrocinado
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!