CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Reformista é eleito presidente do Irã com mais de 16 milhões de votos

Masud Pezeshkian, que defende a melhoria das relações com o Ocidente, venceu o segundo turno das eleições contra Said Jalili, conhecido por ser ultraconservador

O Liberal
fonte

O reformista Masud Pezeshkian, que defende a melhoria das relações com o Ocidente, venceu o segundo turno das eleições presidenciais no Irã neste sábado (06), contra o ultraconservador Said Jalili.  

Pezeshkian obteve mais de 16 milhões de votos, cerca de 54%, enquanto seu adversário somou mais de 13 milhões, em torno de 44% dos mais de 30 milhões de votos apurados, informou o porta-voz da autoridade eleitoral, Mohsen Eslami, acrescentando que a participação eleitoral foi de 49,8%.

VEJA MAIS

image Irã realiza eleições para presidente após morte de Raisi em acidente de helicóptero
Votação está sendo realizada nesta sexta-feira sem favoritos claros

image Irã diz que helicóptero de Raisi pegou fogo após queda e que não há sinal de ataque
A declaração da equipe geral das forças armadas, encarregada de investigar o acidente, foi lida na televisão estatal na noite de quinta-feira.

image Papa reafirma sua 'proximidade espiritual' com o Irã após morte do presidente Raisi
Presidente Ebrahim Raisi morreu em um acidente de helicóptero

O primeiro turno, em 28 de junho, havia registrado a adesão de 39,92% da população, o nível mais baixo nos 45 anos da República Islâmica. 

"O caminho que temos à frente é difícil. Só será fácil com a sua cooperação, empatia e confiança. Estendo a minha mão a vocês", declarou Pezeshkian, de 69 anos, na rede social X, após a vitória.

Cerca de 61 milhões de eleitores foram chamados às urnas para o segundo turno.  

Entenda

As eleições, antecipadas após a morte do presidente ultraconservador Ebrahim Raisi em um acidente de helicóptero em 19 de maio, ocorreram em meio a um contexto de descontentamento da população com a situação da economia, muito afetada pelas sanções ocidentais.

Imagens divulgadas pela imprensa local mostraram apoiadores do reformista comemorando nas ruas da capital Teerã e de Tabriz, no noroeste, antes mesmo do anúncio oficial dos resultados. 

Pezeshkian, médico de origem azeri, foi o único reformista autorizado a concorrer às eleições e obteve 42,4% no primeiro turno, à frente dos 38,6% de Jalili.

O novo presidente contou com o apoio de vários ex-mandatários, como o reformista Mohammad Jatami e o moderado Hasan Rohani. 

Ele afirma sua lealdade à República Islâmica, mas defende uma aproximação entre o Irã e os países ocidentais, com os Estados Unidos à frente, para acabar com as sanções que afetam a economia.

Jalili, seu adversário de 58 anos, defendia uma política inflexível frente aos países ocidentais, uma posição que demonstrou quando foi negociador do programa nuclear iraniano.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱

Palavras-chave

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA