Judiciário paraense perde Nadja Meda

Presidência do TJPA estabeleceu luto oficial no Judiciário em todo o Estado de três dias

Redação Integrada

A desembargadora Nadja Nara Cobra Meda, do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), faleceu nesta quarta-feira, 18. A presidência do TJPA divulgou nota de pesar nesta manhã lamentando o ocorrido. O corpo será velado no Salão Nobre do edifício-sede do Tribunal de Justiça do Pará, a partir de 8h.

A Presidência do TJPA estabeleceu luto oficial no Judiciário em todo o Estado de três dias, permanecendo as bandeiras a meio mastro. O expediente forense foi suspenso no dia de hoje.O prazo prossessual com vencimento hoje será prorrogado para amanhã, 19.

Nesta quinta-feira, haverá missa de corpo presente às 9h00 no Salão Nobre, seguindo o cortejo para o crematório da Max Domini II, na rodovia BR-316, em Marituba, na Grande Belém.

A desembargadora tomou posse na magistratura em 16 de setembro de 1985, no Fórum de Abaetetuba. Foi promovida à 2º Entrância em 7 de novembro de 1986, quando assumiu a Vara Única da Comarca de Alenquer. Passou pela Vara Única da Comarca de São Miguel do Guamá e pela 2ª Vara Penal da Comarca de Santa Isabel do Pará.

Em 10 de agosto de 1999, foi promovida à 3ª Entrância na 2ª Vara Criminal de Belém. A magistrada foi empossada no desembargo em 26 de fevereiro de 2016. No biênio 2017-2019, foi membro do Conselho da Magistratura. A desembargadora presidia a 2ª Turma de Direito Público e integrava a Seção de Direito Público

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!