Decotelli entrega carta de demissão e Planalto deve anunciar saída

Ministro se envolveu em problemas com o currículo, sendo desmentido por instituições

Redação Integrada com informações do G1

O ministro da Educação, recém-promovido ao cargo, Carlos Alberto Decotelli, entregou na tarde desta terça-feira (30) sua carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro. Ainda não há confirmação de que Bolsonaro aceitou o pedido.

Nos curta no Facebook para acessar as principais notícias do dia, lives e promoções. Clique aqui

O Ministério da Educação não confirmou de imediato o pedido de demissão, mas informou que Decotelli foi ao Palácio do Planalto para conversar com Bolsonaro. O Planalto não respondeu a um pedido de comentário.

O pedido de demissão se dá após a polêmica sobre títulos que ele disse possuir em currículo,  mas que foram desmentidos pelas instituições de ensino. A própria equipe do presidente o aconselhou a deixar o cargo.

Nota da Fundação Getulio Vargas (FGV) informando que Carlos Alberto Decotelli não foi pesquisador ou professor da instituição.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!