Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pará caiu para a 20ª posição no ranking nacional de isolamento social no domingo (23)

No sábado (22), o Estado estava na 18ª posição no ranking

João Thiago Dias / Com informações da Segup

O Pará caiu para a 20ª posição no ranking nacional de isolamento social no domingo (23), com taxa de 45,62% de pessoas em casa para evitar a proliferação da covid-19. No sábado (22), o Estado estava na 18ª posição no ranking, com taxa de 38,78% de pessoas em casa. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Secretaria de Inteligência e Análise Criminal (Siac).

De acordo com a Segup, as cidades com maior registro de desobediência à recomendação de ficar em casa e com baixo índice de isolamento foram Santa Cruz do Arari (23,3%), Palestina do Pará (29%) e Sapucaia (31,2%). Já as que alcançaram melhores índices foram Medicilândia (61,5%), Brasil Novo (59,5%) e Bannach (58%).

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Ualame Machado, disse que, apesar do afrouxamento das medidas restritivas, ações ainda estão sendo realizadas para coibir aglomerações. "Nossos agentes estão trabalhando ostensivamente para manter a ordem em cumprimento às determinações municipais e governamentais. Pedimos à população que nos ajude no combate a disseminação do vírus, cumprindo com os protocolos necessários para evitar a contaminação", alertou o secretário.

REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM

No domingo, a taxa de isolamento em Belém foi de 46,79%, alcançando a 21ª colocação entre as capitais. Incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Val-de-Cães (55%), Curió (54,9%) e Tapanã (54,6%). As piores taxas foram registradas em Itaiteua (26,3%), São João do Outeiro (26,7%) e Brasília (33,3%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram nos bairros Águas Lindas (60%), Geraldo Palmeira (54,3%) e Cidade Nova III (53,1%). As piores taxas foram observadas em Icuí (28,6%), Maguari (31,1%) e Júlia Seffer (31,9%).

Palavras-chave

O Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!