Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Veja 4 dicas para valorizar seu carro usado para venda

Cuidados com o melhor estado do veículo usado são essenciais para conseguir o melhor valor de venda no mercado

Fabrício Queiroz

O carro é um bem durável e, por isso, costuma ficar muito tempo em uso nas mãos de um proprietário. Quando chega a hora de trocar de veículo muitos usuários lidam com o desafio de valorizar o carro antigo para vende-lo. A quilometragem e o tempo de uso podem pesar contra o vendedor, mas há cuidados simples que podem ser tomados e fazem toda a diferença no momento da venda.

Um aspecto importante ter um valor de referência. Para isso existe a Tabela Fipe, uma plataforma que reúne dados dos valores médios aplicados para modelos de todas as montadoras disponíveis no mercado nacional. Com essa informação já se tem uma base de negociação, mas vale ressaltar que os preços reais variam conforme a região, o estado de conservação, presença ou ausência de acessórios, entre outros fatores.

VEJA MAIS

Redução do IPI facilita compra de carro por consórcio
Com encargos menores e planejamento financeiro, o consórcio torna realidade o sonho do carro novo

Carro por assinatura oferece mais liberdade e mobilidade aos usuários
RR Chevrolet lança serviço que oferece diversas opções de aluguel

A partir de então, o zelo do proprietário com o veículo começa a contar seja a favor ou contra sua venda. Por isso, a atenção a alguns quesitos é essencial para manter o carro com valor mais próximo da tabela de referência. Confira algumas dicas.

1. Documentação – Esse é um critério básico para ter sucesso na revenda. Quem procura um carro seminovo sempre busca e questiona sobre a existência de multas, pagamento de IPVA atrasado ou se o financiamento está quitado. Além de evitar futuras dores de cabeça para o comprador, manter a documentação do veículo regular também ajuda o vendedor que pode fazer a transferência mais rápido e até ter oportunidade de revenda com financiamentos.

Nesse sentido, priorizar a venda do veículo para uma concessionária ajuda na valorização do seu usado. Isso porque a empresa fica responsável pelo processo de transferência da documentação do veículo, beneficiando também o comprador que passa a contar com procedência garantida.

Outros documentos que precisam ser guardados são o manual do carro e os comprovantes de manutenção e trocas de pneus, pastilhas e demais componentes. Esse histórico de informações atesta o cuidado do proprietário e dá mais segurança para o comprador.

2. Características originais – Um fator determinante para manter o veículo valorizado é relacionado à preservação dos atributos de fábrica. Atualmente, o mercado automotivo expandiu muito a oferta de serviços de customização, que incluem mudanças de cores, engates, faróis adaptados e outros itens. São registros da personalidade do proprietário que não agregam valor no mercado. Por isso, é necessário remover essas intervenções antes da venda.

Os serviços técnicos autorizados mantém as características originais dos carros e geram valorização para a venda (Divulgação / RR Chevrolet)

Da mesma forma, priorizar as peças originais quando for necessário troca e adicionar itens somente nos serviços autorizados pesam pontos a favor do vendedor, já que ele demonstra que está colocando à venda um produto condizente com projeto do fabricante.

3. Reparos – Arranhões e amassados na lataria devem ser retirados, mas o conserto não pode ser feito em qualquer oficina ou por qualquer profissional. O ideal é procurar os serviços autorizados ou entregar o veículo para que uma revendedora faça os reparos em uma empresa de confiança.

Os procedimentos feitos sem a supervisão técnica adequada ficam evidentes e podem deixar marcas que destoam da pintura e conjunto original. Lembre-se: quanto mais preservado e bem cuidado, maior será o valor de oferta pelo seu veículo no mercado.

4. Carro limpo – Ter atenção com a higiene do veículo também é um aspecto decisivo. A oferta de um carro com aspecto sujo nas fotos postadas na internet causa má impressão e pode afastar eventuais fregueses.

Além disso, a limpeza e cuidado ficam ainda mais evidentes na hora de apresentar o produto para um virtual comprador. A presença de manchas, poeira, maus odores e estofados são indicativos de má conservação e geram dúvidas sobre o bom funcionamento do veículo.

Além de tudo isso, quem deseja vender o carro usado pode contar com as vantagens oferecidas na RR Chevrolet. Para saber mais sobre os benefícios para comprar seu seminovo com preços abaixo da tabela Fipe, clique aqui.

Rr Chevrolet
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!