Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Imóveis compactos são a próxima tendência do mercado imobiliário

CEO da MB Capital explica as vantagens dessa nova tendência

No artigo anterior, o CEO da MB Capital, Márcio Bellesi, detalhou aqui no O Liberal o quanto é interessante investir em imóveis compactos. No segundo texto da série de 4 artigos, ele nos mostra o porquê esse é o próximo filão do mercado imobiliário do norte do país. 

Para começar, aponta Bellesi, existe uma base demográfica que sustenta a aquisição deste tipo de produto compacto e funcional para os próximos anos.

Pesquisa revela a idade da população predominante da região norte que demonstra a preferência por imóveis compactos. (Arquivo pessoal)

“A pirâmide etária da região norte, nos mostra uma faixa de idade populacional predominante entre 10 e 39 anos. Ou seja, considerando que o último censo foi realizado há 10 anos atrás, temos uma população ativa dominante em nossa região entre 20 e 49 anos. É exatamente este público de interesse neste tipo de imóvel”.

São muitos os motivos que atraem este público para imóveis com metragem até 60 metros quadrados, medida que define o produto compacto. O excelente valor na revenda, facilidade para alugar, proximidade com o centro, espaços de lazer que geralmente complementam os apartamentos e, principalmente, o baixo custo inicial com parcelas, despesas (condomínio, ITBI, IPTU) se comparado a outros tipos de imóveis. 

O CEO da MB Capital, Márcio Bellesi, explica o motivo dos imóveis compactos serem o próximo filão do mercado imobiliário. (Arquivo pessoal)

“A dinâmica da vida moderna é muito bem atendida por este perfil de imóvel, considerando não só o adiamento de convenções sociais como o casamento, mas também o grande número de solteiros, de pessoas que optam por morar sozinhas, além é claro de estudantes e pessoas em transição na vida” explica Márcio.

Este cenário cria um caldo perfeito para os investidores. Recentemente, a plataforma Quinto Andar apresentou um quadro com as principais tendências do mercado para 2022. A pesquisa revela que 31% das pessoas buscam um Home Office. Depois, a prioridade é a área verde, com 28% dos entrevistados. Por fim, 25% buscam espaços com ambientes dedicados ao lazer. Ou seja, itens que podem ser encontrados em lançamentos compactos, inclusive em nossa cidade. 

“Você compra um imóvel e leva tudo isso de quebra: home office, piscina, proximidade com o verde, carro elétrico compartilhado e muito mais” explica o CEO. 

Trazendo para a realidade de Belém, investir em um imóvel compacto é praticamente apostar em bitcoin quando ninguém falava em bitcoin. Um tipo de imóvel que ainda é raro de se ver por aqui e que certamente vai estourar, cedo ou tarde. Quem aproveitar a cauda do foguete enquanto ele ainda estiver pronto para decolar, certamente levará vantagem.

Quer conferir mais sobre esse tipo de empreendimento? Clique aqui e saiba mais. 

(Matéria sob responsabilidade do cliente)

MB Capital
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!