Equatorial Pará forma 1ª turma de eletricistas exclusiva para mulheres

Projeto Escola de Eletricistas, que tem o apoio do Senai, certificou 23 novas profissionais

Paloma Lobato
fonte

Na manhã desta terça-feira, 23, a Equatorial Pará, por meio do programa Escola de Eletricistas, do E+ Profissional, formou a primeira turma de eletricistas exclusivamente de mulheres no Pará. O projeto, que conta com a parceria do Senai, certificou 23 profissionais, que, durante 4 meses, tiveram aulas teóricas e práticas e agora estão aptas ao mercado de trabalho.

Como o setor ainda é majoritariamente masculino, o curso tem o objetivo de ampliar a representatividade feminina nas operações, com qualificação profissional e tecnológica gratuita. Vale ressaltar que, no período, elas também receberam uma bolsa de incentivo com o objetivo de auxiliar a subsistência de cada estudante.

De acordo com Marcos Almeida, presidente da Equatorial Pará, a Escola de Eletricistas para mulheres está alinhada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) da ONU, com os quais a distribuidora de energia está comprometida, especialmente o ODS 5, que indica ações que contribuam para o combate de todas formas de discriminação e promovam a inclusão social.

“Com esta iniciativa, a Equatorial Pará assume um papel social importante no desenvolvimento do estado. Com a formação, essas mulheres agora têm a chance de serem inseridas no mercado de trabalho e assim podem conquistar a independência financeira”, destaca Marcos.

Para Thilza Sena, de 32 anos, o curso é uma porta que se abriu para novos sonhos profissionais. Ela, que está finalizando o curso de oceanografia, espera, a partir de agora, trabalha com o setor elétrico.

“Eu já tinha visto as inscrições para turmas anteriores. Então, quando abriu vaga para turma exclusiva de mulheres, fiquei animada e resolvi participar da seleção. Com o curso, eu me sinto totalmente capacitada para começar a trabalhar na área”, comenta Thilza.

image O projeto certificou 23 profissionais, que, durante 4 meses, tiveram aulas teóricas e práticas e agora estão aptas ao mercado de trabalho. (Reprodução/Equatorial Pará)

O Curso

Com duração de 4 meses, a Escola de Eletricistas abordou assuntos teóricos e práticos, além de aulas de direção defensiva e condução de veículos com tração 4x4. As alunas tiveram, também, cursos comportamentais com o objetivo de apoiar no desenvolvimento de habilidades cognitivas como raciocínio lógico, comunicação, relacionamento interpessoal de estruturação do Projeto de Vida por meio da carreira na área de energia elétrica.

Equatorial
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!