Casa Sustentável: Colégio La Salle Ananindeua ganha prêmio em desenvolvimento sustentável

A escola ganhou uma premiação com um projeto inovador, executado por alunos e professores da instituição

Paloma Lobato
fonte

Pensar em sustentabilidade é pensar no futuro. Discutir sobre o assunto é essencial para melhorar a nossa qualidade de vida. Mas além dos debates sobre o tema, dar início a pequenas mudanças no nosso dia a dia é primordial para tornar o mundo um lugar melhor para se viver. 

A escola também exerce papel importante na discussão sobre sustentabilidade. O Colégio La Salle Ananindeua sabe a importância de ensinar os alunos sobre desenvolvimento sustentável do planeta. Não é a toa que a instituição foi uma das ganhadoras do "Prêmio La Salle - Cuidando da Casa Comum, Um Projeto Pelo Futuro", que premia projetos inovadores.

Com o projeto "Casa Sustentável: um mundo alternativo é possível", o Colégio La Salle Ananindeua foi o grande vencedor na categoria sustentabilidade. O projeto trata-se de um protótipo de casa sustentável composto por telhado verde, autossuficiência alimentar orgânica, energia solar, energia eólica e aproveitamento energético de um biodigestor. 

O projeto foi idealizado pelo professor de Geografia e Bioética, Ribamar Braun e desenvolvido pelos alunos e professores da instituição ao longo do ano. Toda a estrutura da casa é composta com materiais que não causam agressão ao meio ambiente e é composta por madeira de reflorestamento, materiais de reciclagem e um telhado verde. 

"Esse projeto busca a construção de casas a baixo custo e casas sustentáveis, que possam, ao mesmo tempo, diminuir os impactos ambientais, mas também facilitar o acesso de pessoas que não têm condições econômicas e diminuir a segregação social", destaca Ribamar.

Destaque na região Norte

A premiação mostra o esforço que o Colégio La Salle Ananindeua tem realizado diariamente na conscientização ambiental de seus alunos, ressaltando a importância do desenvolvimento sustentável não apenas na teoria, mas colocando os aprendizados em prática, o que tem dado destaque à instituição de ensino. 

"Nós fomos a única escola da Amazônia a ser premiada. E essa premiação é baseada nos objetivos do desenvolvimento sustentável, que é uma proposta da ONU, da Agenda 2030, em que todos os países devem se adequar não apenas a esse modelo de educação ambiental, mas das práticas ambientalmente corretas", explica o idealizador do projeto.

O professor ainda explicou que uma das prioridades na execução do projeto foi a preocupação com os povos originários da Amazônia. Além disso, o protótipo foi executado por meio de parcerias da iniciativa pública e privada e o próximo passo é desenvolver esse modelo de casa sustentável em uma escala maior.

"O projeto foi todo desenvolvido pensando nos povos originários, nos ribeirinhos, na utilização dos recursos regionais, além da aplicabilidade do mesmo. O protótipo vai servir de base para o desenvolvimento de casas sustentáveis em uma escala maior e a baixo custo, pra diminuir a falta de habitações e a segregação socioespacial", finaliza o professor do Colégio La Salle Ananindeua

Colégio La Salle
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!