Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Espaços confinados: o que são e como deve ser a limpeza correta

Tanques, poços, porões, fornos e outros ambientes do tipo são classificados como espaços confinados pela legislação

Fabrício Queiroz

Determinados locais apresentam características que favorecem a propagação de riscos ambientais e à saúde humana. Tecnicamente, eles são chamados de espaços confinados, de acordo com uma norma regulamentadora do Ministério do Trabalho. Devido às suas peculiaridades, esses espaços precisam passar por procedimentos diferenciados para sua limpeza e higienização.

A norma regulamentadora nº 33 estabelece que espaço confinado é qualquer área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada e saída, cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio. Além disso, é possível encontrar poluentes tóxicos, inflamáveis ou explosivos em seu interior, gerando riscos de acidentes de trabalho.

Há exemplos de espaços confinados em diversas atividades econômicas, como a construção civil, agricultura, metalúrgicas, serviços sanitários de águas e esgotos, entre outros. Na região amazônica, em que o transporte marítimo é de grande importância, espaços como porões, contêineres, caldeiras, tanques de combustível e de água são enquadrados nessa classificação.

VEJA MAIS

Descubra porque é preciso incinerar resíduos hospitalares e industriais
A prática deve seguir normas para reduzir riscos ao meio ambiente e à saúde humana.

Saiba o que é a blendagem e como ela ajuda na gestão de resíduos
A blendagem para coprocessamento garante o tratamento e a destinação correta de resíduos com menor impacto ambiental

Algumas medidas são necessárias para prevenir a ocorrência de acidentes nesses locais. Entre elas estão: identificação de espaços confinados e o reconhecimento, avaliação, monitoramento e controle dos riscos existentes, de forma a garantir permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores que interagem direta ou indiretamente nestes espaços.

Isso porque os espaços confinados são propícios para a ocorrência de uma série de eventos perigosos. Por exemplo, a presença de contaminantes e a deficiência de oxigênio podem provocar a intoxicação, asfixia e até a morte dos trabalhadores. Também favorecem a proliferação de microrganismos e algumas espécies de animais; ou ainda emissão de gases e vazamentos que afetam o meio ambiente e as comunidades próximas. A presença de oxigênio em grandes quantidades aumenta o risco de explosão nesses ambientes, isto que o oxigênio é o comburente mais comum.

Por conta das especificidades e do nível de exigências técnicas para lidar com esses espaços, é fundamental que empresas licenciadas estejam envolvidas nesses procedimentos. A Cidade Limpa é referência na limpeza e higienização de tanques das embarcações, seja de água ou óleo, dos mais variados portes e tamanhos. Todo o trabalho segue as normas estabelecidas, com a utilização de equipamentos e EPI’s apropriados. Outra preocupação é com o treinamento e a qualificação das equipes, que recebem atualizações frequentes através de cursos e exercícios práticos.

Para saber mais sobre os serviços que garantem a preservação das melhores condições sanitárias e ambientais no seu empreendimento, clique aqui.

Cidade Limpa
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!