Após cobrar R$1 milhão do Remo na justiça, lateral leva cerca de R$ 20 mil

Departamento jurídico do Remo avalia decisão como positiva

Fabio Will

O departamento jurídico do Remo continua na ativa neste final de temporada. Além do caso Rony, que se estende pela justiça, o clube conseguiu diminuir a pedida do ex-lateral-esquerdo, Tiago Félix. O jogador pediu mais de R$1 milhão e ganhou um pouco mais de R$20 mil.

O advogado e diretor jurídico do Leão Azul, Pietro Alves Pimenta, conversou com a equipe de OLiberal e comentou a decisão, avaliando de forma positiva, principalmente pelo valor preterido.

“O atleta tinha uma pretensão absurda de querer ganhar mais de R$1 milhão. A condenação não ficou nem em 10% do valor pedido por ele. Provamos que isso seria fora da realidade e avaliamos de forma positiva o resultado”, comentou. 

Tiago Félix de 27 anos, foi contratado por empréstimo junto ao Pinheirense no início da temporada, quando atuava na Segundinha do Campeonato Paraense pelo General da Vila. O jogador alegava na justiça que o Remo não havia pactuado a cláusula compensatória, mecanismo da lei Pelé para que os contratos não sejam rescindidos antes do prazo. O lateral atuou com a camisa do azulina em oito partidas, sete delas pelo Parazão e uma pela Copa do Brasil e conquistou o título paraense.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES