Advogado confirma ação do técnico Givanildo Oliveira contra o Remo

Clube já protocolou defesa contra a ação, já que ela foi realizada em outro estado.

Fábio Will

O Remo tenta desbloquear patrocínios e gerar novas receitas ao clube, mas ao mesmo tempo recebeu ação na Justiça Trabalhista. O técnico Givanildo Oliveira, que comandou a equipe azulina no título do Parazão 2018 e início da Série C, impetrou processo contra o Remo.

Em entrevista ao OLiberal, o advogado do Remo, André Serrão, confirmou a ação contra o clube e adiantou que a defesa será montada com objetivo de extinguir o pedido do treinador sob a alegação de que a ação foi movida em uma outra cidade.

“Ele entrou na justiça, sim, mas entrou em outro estado. Então, está errado e a ação deve ser extinta. Já protocolamos defesa nesse sentido, onde chamamos de ‘Exceção de Incompetência do Juízo em razão do lugar’ ou ‘Exceção de Incompetência Territorial’. Se ele trabalhou em Belém, deve ajuizar em Belém, pois é o que diz a lei”, contou André Serrão, que não informou o local onde a ação foi impetrada e o valor pedido pelo treinador.

Givanildo Oliveira chegou ao Remo no mês de março e comandou a equipe azulina em 14 partidas, com oito vitórias, um empate e cinco derrotas. Pelo Leão, conquistou o título do Parazão, mas a campanha ruim na Série C não segurou o treinador no cargo. Ao todo, "Giva"  ficou no Leão por quase três meses, nesta última passagem.

Remo