'Arte Pará' realiza bate-papo com Nina Matos e Nayara Jinknss nesta quinta-feira

Mostra promove debate com artistas e formação para professores de artes da rede pública no Museu da UFPA, a partir das 19h

Lucas Costa
fonte

Além de importante vitrine para a arte quem tem sido produzida por paraenses, o Arte Pará 2019 segue como provedor de diálogos que estimulam debates sobre temas que atravessam trabalhos presentes nas mostras. Nesta quinta-feira (7), o público poderá participar de um bate-papo com as artistas Nina Matos e Nayara Jinknss, às 19h, no Museu das UFPA.

Nina Matos, que participa do bate-papo nesta quinta-feira (7), considera ilustre a presença dos artistas nos museus, para uma conversa direta com o público. “A ideia é que ao longo da exposição as artistas falem de seus processos criativos e pesquisas, em um diálogo com o público. Essa troca de experiências e conhecimento é sempre um diálogo bem vindo”, diz.

Além de ter trabalhos dentro da mostra, Nina Matos também assina a curadoria de “As Amazonas do Pará”, exposição do Arte Pará que ocupa o Museu da UFPA. Em “As Amazonas do Pará”, Nina participa com uma série de três obras em construção digital, impressas em cerâmica. Intitulada “Galeria dos Condenados”, a série é composta por "Aparecida", "Esmael - Anna Karoline" e "Fabiane".

A obra é inspirada em um documento histórico também chamado “Galeria dos Condenados”: dois álbuns pertencentes à Casa de Correção da Corte, primeira penitenciária construída no Brasil, onde os presos passaram a ser fotografados.

O trabalho de Nina Matos tenta ressignificar a iconografia histórica, se apropriando da estética do documento, e refletindo sobre a presença histórica e cultural dos descendentes de africanos, assim como sua escravização e marginalização constante.

No encontro, a fotógrafa Nayara Jinknss também participa da conversa. Ela, que tem trabalhos em exibição nas duas mostras que compõem o Arte Pará, vai falar do vídeo “4ª Marcha das Mulheres Negras - Mães Negras Amazônidas em luta contra o genocídio do povo Negro"; e das fotografias "Dona Angélica Samauma antiga da Amazônia - 2018" e  "Cor e traço da Amazônia Rural - 2018"; todo em exposição no Museu da UFPA.

“O interessante de estar junto da Nayara nessa conversa é que existe uma relação entre as nossas obras. Tem essas questões que envolvem racismo e outras violências, com descendentes de africanos e outras minorias. Tem um olhar crítico”, diz Nina sobre a relação do trabalho das duas artistas. 

Formação para professores

Na sexta-feira (8), professores da rede municipal de ensino terão um encontro com a especialista em Arte Inclusiva Darcilene Batista. A palestra será ministrada duas vezes: a primeira de 9h às 12h, no Museu da UFPA; e a segunda, de 14h às 17h, no Museu do Estado do Pará. 

O principal objetivo é mediar saberes específicos aos professores de arte, baseados em adaptações expográficas com acessibilidade universal, seguindo as normativas técnicas e os saberes específicos de adaptações dos códigos universais, tudo com o intuito de democratizar o acesso à obras de arte e ao conteúdo da Sintaxe da Linguagem visual para cegos.

Darcilene tem reconhecimento nacional sobre o tema, e já ministrou a mesma palestra à 700 artistas no Museu de Arte de São Paulo, e todos os os seus projetos artísticos são adaptados para o público em geral com o foco na inclusão cultural e educacional.

Agende-se:

Diálogos com Nayara Jinknss e Nina Matos

Quinta-feira (7), às 19h

Local: Museu da UFPA

Gratuito

Formação de professores com Darcilene Batista

Sexta-feira (8)

Locais e horários: Museu da UFPA, de 9h às 12;

Museu do Estado do Pará, de 14h às 17h.

Gratuito

Projeto Arte Pará

Realização: Fundação Romulo Maiorana

Patrocínio: Vale e Faculdade Fibra.

Colaboração: SOL Informática e O Liberal na Escola.

https://www.artepara2019.org

Palavras-chave

Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA