"Do Canto" celebra 15 anos de carreira e o elo de Sandra Duailibe com o Pará

A interferência da cultura do Pará sempre esteve presente na vida da artista

Bruna Lima

Paraense de coração, a cantora e compositora Sandra Duailibe debuta no cenário da arte com homenagem a produção artística no Pará. Ela fez questão de celebrar os 15 anos de carreira com o CD "Do Canto", que reúne 12 canções de compositores paraenses. O álbum pode ser ouvido no link.

A interferência da cultura do Pará sempre esteve presente na vida da artista, pois apesar de ter nascido no Maranhão veio para Belém ainda com meses de vida e em Belém teve sua formação artística solidificada. Atualmente, a artista se divide entre Belém, Distrito Federal e Rio de Janeiro.

Sandra explica que desde sempre foi presente o desejo de homenagear os compositores paraenses. "Já tive oportunidade de homenagear alguns compositores de forma individual durante shows e dentre outras formas. Mas nesses meus 15 anos de carreira, que completo nesse 2020, resolvi fazer algo maior e de forma mais abrangente", explica a artista.

Com o desejo de fazer algo grandioso e mágico, a artista se inscreveu em um edital da Fundação Cultural do Pará e com isso conseguiu arrecadar o dinheiro para dar início ao projeto. "Fiquei muito feliz em ter sido contemplada com o edital, pois foi onde encontrei a forma de realizar esse sonho. Foi aí que me aprofundei ainda mais no processo de pesquisa e escuta para fazer a seleção das canções que fariam parte do álbum", explica a artista.

Sandra diz que a medida que vai mergulhando nas produções do Pará vai se apaixonando ainda mais, pois ela diz que aqui é possível encontrar uma arte genuína. "O Pará é forte não apenas na música, mas sim em um conjunto de fatores, pois a culinária, as frutas o artesanato e entre outras produções artísticas possibilitam em uma riqueza de acervo", destaca a artista.

“Do canto” se encerra com a canção-título, composição da própria cantora em parceria com Robenare Marques, membro da Academia Paraense de Música, e Marcia Duailibe Forte. O lirismo da letra é evidenciado pelo piano do próprio Robenare, responsável também pelo arranjo, cujo resultado é vigoroso.  

Sandra diz que o processo de escolha do material para entrar no álbum não foi um processo nada simples, pois ela disse que, inicialmente seria um álbum com 10 faixas, mas em decorrência da paixão por várias produções resolveu aumentar para 12.

"Na medida que eu mergulhava na pesquisa ia me apaixonando e querendo mais, tanto que vou fazer uma segunda edição do álbum com a participação de outros artistas", completa a artista.

O material físico já está disponível assim como o virtual, que já está em todas as plataformas digitais. A cantora ainda não fez lives com o novo trabalho, mas está esperando o melhor momento para mostrar as canções para o seu público.

Um pouco mais sobre Duailibe

Sandra Duailibe nasceu no Maranhão. Com poucos meses de vida, foi levada pela família a Belém do Pará, para onde seu pai fora transferido. Foi lá onde demonstrou as primeiras aptidões musicais, ingressando, aos 8 anos, no Conservatório Carlos Gomes, referência no ensino musical. Em Belém, ela viveu por 21 anos. Foi lá também onde conheceu estilos musicais e compositores significativos para ela abraçar a música – o que veio a ocorrer em 2005, quando passou a dedicar-se unicamente ao ofício de cantar. 

E é a esse lugar do país que ela volta para celebrar 15 anos de uma carreira que a coloca, hoje, entre as cantoras mais sofisticadas. “Do canto”, traz 12 faixas compostas por 17 nomes de diferentes gerações, todos relevantes nas suas trajetórias. A direção musical é do respeitado Luiz Pardal, que divide os arranjos da maioria das faixas com o pianista Jacinto Kahwage, com quem também participa de muitas delas.  

 

 

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA