Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

BEABÁ COM BEL

Por Bel Soares

Coluna assinada por Bel Soares que é Comunicóloga por formação e paixão, especialista em Comunicação Humanizada, atuante na Assessoria de Marcas Pessoais e colunista e podcaster do Beabá com Bel. | belmsoares@hotmail.com

A sua voz no Branding Pessoal

Bel Soares

Você já parou para pensar nas características da sua voz e o que ela transmite aos outros? Conhecer a sua própria voz é fundamental para quem quer melhorar a comunicação, a imagem que emite e até mesmo a qualidade dos relacionamentos, sejam eles profissionais ou pessoais, e justamente porque esse conhecimento vai mostrar onde precisa de ajustes. E isso tem tudo a ver com MARCA PESSOAL, uma vez que a nossa voz também é um elemento potente para gerar percepção no outro.

Longe de mim querer fazer o papel dos profissionais da fonoaudiologia, pelo contrário, se você puder ter o acompanhamento desse especialista, acho valioso para todas as áreas da sua vida. Mas, para quem não pode, recomendo dar atenção para essa ferramenta através da “PSICODINÂMICA VOCAL”, algo que estudei dentro do processo de Comunicação Humanizada.

E do que se trata? Sobre o prisma da comunicação, trata-se de atentar para o impacto que algumas características da nossa voz transmite aos outros.

Um exemplo é a frequência da voz, se eu tenho uma voz grave posso passar a ideia de firmeza, mas também de autoritarismo. Se eu tenho uma voz mais aguda posso passar a ideia de sensatez e delicadeza, porém, dependendo desse agudo, posso passar a ideia de uma pessoa infantilizada.

Outro exemplo é a velocidade da fala, pois, quem fala muito rápido pode dar a impressão que é uma pessoa dinâmica, mas também pode dar a impressão de que é uma pessoa agitada, ansiosa, apressada, que quer logo acabar a conversa. Já quem fala de forma devagar, mais pausadamente, pode dar a impressão de que pensa antes de falar, mas também, dependendo do quão é esse devagar, de uma pessoa lenta.

Outro aspecto é a intensidade da voz, uma pessoa que fala alto pode passar a ideia de uma pessoa franca, mas também de uma pessoa mal-educada e invasiva. E uma pessoa que fala muito baixo pode passar a ideia de insegurança e timidez.

Mais um ponto a se atentar é a respiração, uma pessoa que fala sempre de forma ofegante passa a sensação de estar cansada, agoniada e você até prefere logo encerrar o assunto com tal pessoa porque parece que ela vai passar mal ali na sua frente.

Percebam, dentro de todos os aspectos que citei, que conhecer a nossa VOZ não é bobagem, pelo contrário, contribui com aquilo que queremos sinalizar. O que sua voz anda comunicando?

Palavras-chave

Beabá com Bel
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BEABÁ COM BEL