Pela primeira vez, Vigia celebra Círio sem procissão

E bispo alerta: pandemia ainda não acabou

Dilson pimentel

Pela primeira vez em sua história, a cidade de Vigia, no nordeste paraense, celebrou seu Círio, neste domingo (13), sem a tradicional procissão pelas ruas do município, localizado no nordeste paraense. A procissão foi cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus. É o Círio mais antigo do Pará, o de número 323, que este ano teve, como tema, “Com Maria, no domingo entramos na casa do Senhor para nos alimentar e saímos para evangelizar”.

Uma pequena procissão de entrada na praça da Igreja Matriz fez alusão ao Círio, que é realizado no segundo domingo de setembro e que, até o ano passado, percorria as ruas da cidade histórica de Vigia. E, às 11h30, houve a Santa Missa, presidida por Dom Carlos Verzeletti, bispo da Diocese de Castanhal.

Durante a celebração, Dom Carlos disse que o Círio de Nossa Senhora de Nazaré 2020 é “marcado pela pandemia, que ainda não terminou. No Brasil, até ontem (sábado), morreram 131 mil pessoas. E, anteontem, também aqui na Vigia, teve mais uma vítima de covid, com 75 anos. O nosso Estado do Pará voltou à faixa vermelha. A cada dia no Estado, pelo covid, vão morrendo 10, 12, 13 pessoas”. Ele acrescentou: “Então, nós não podemos pensar que acabou. Muitos agem como se o vírus não existisse mais. Muitos também questionam na Igreja, diante de todos estes cuidados, sobretudo o fato de nós não podermos celebrar o Círio como há dezenas e centenas de anos vínhamos fazendo. Acho que, na história da Vigia, este é o único ano onde não teve a procissão. Mas, por nós prezarmos a vida em primeiro lugar, a vida do povo, e porque nós amamos os irmãos, então a falta da procissão e de outras manifestações tradicionais não deve ser vista e considerada como um renunciar à nossa fé, nas como um sinal de amor”.

Dom Carlos disse esperar que todos, nesses dias, tenham voltado sua mente e seu coração a Jesus e à sua mãe, “mesmo não podendo se reunir, mesmo sem entrar na grande fila da procissão, mesmo sem agarrar a corda, mesmo sem todas aquelas manifestações. Cada um pessoalmente deve fazer destes dias um momento para renovar a sua fé em Jesus”.

O vírus pior é o do egoísmo, diz bispo

Ainda segundo o bispo, “Círio é aquela vela maior que, na noite da Vigília Pascal , entra na escuridão da noite, dentro da igreja símbolo de Jesus ressuscitado. O nome Círio foi dado porque, na frente desta procissão, logo no começo, quem abria a procissão esta essa vela maior, simbolizando Cristo Jesus ressuscitado. Círio é a festa da fé, o momento onde nós queremos pedir que Deus aumente a nossa fé”.

Dom Carlos acrescentou: Talvez o vírus pior deste tempo não seja o covid-19. Mas o vírus pior seja a descrença, seja a indiferença, seja o egoísmo que fecha o coração das pessoas. O tema escolhido para este ano para o Círio é o domingo com Maria entramos na casa do senhor para nos alimentar e sairmos para evangelizar. Domingo é o dia do senhor”.

Mas, segundo o bispo, “muitos irmãos nossos, batizados, católicos, que dizem crer em Deus, acabaram se afastando do domingo, deixando de celebrar o dia do senhor. Tudo isso é sinal da falta de fé. É sinal que talvez o que está tomando conta do coração das pessoas é a autossuficiência. O homem, aos poucos, vai se esquecendo de Deus, não se importa com Deus, pensa que pode viver em Deus. Então, não tem tempo para Deus”. Ele acrescentou que o ser humano percebeu que, diante desse vírus, ele é impotente. “Serão que não entendemos que somos pequenos¿ Somos criaturas de Deus. E, sem ele, não podemos viver. O vírus da autossuficiência, do orgulho humano”.

O Círio, em Vigia, foi marcado com missas presenciais, mas com reduzido números de fiéis, e transmissões pelas redes sociais. Neste domingo, às 6 horas, houve Santa Missa na Igreja matriz e na igreja de São Sebastião. Às 9 horas, Santa Missa na igreja matriz, mas só para os idosos – uma novidade da programação deste ano. Às 11h30, Santa Missa na igreja Matriz presidida por Dom Carlos. Às 17 e 19 horas, Santa Missa na igreja matriz. E, às 20h30, live musical - grupo Silvio Guedes e amigos.

 

Círio
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!