Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Paraenses esperam pelo Círio presencial em 2022

No encerramento da festividade, o sentimento é de gratidão à santa padroeira da Amazônia

Eduardo Rocha

Ao participar presencial ou virtualmente da programação de encerramento do Cirio 2021 neste domingo (24), os paraenses agradecem a Nossa Senhora de Nazaré pelas graças alcançadas e expressam a vontade de retornar à grande procissão nas ruas em outubro de 2022. Essa expectativa vale também para os integrantes da Arquidiocese de Belém e da Diretoria da Festa de Nazaré. Como momento da festividade nazarena de 2021, nesta segunda-feira (25), a partir das 7h, a Imagem Original de Nossa Senhora de Nazaré retornará ao Glória e, logo após, o arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira Corrêa, presidirá a Missa do Recírio na Basílica Santuário, obedecendo-se os protocolos contra a covid-19.

O encerramento terá, às 18 horas, missa na Basílica Santuário, presidida pelo arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira. Logo depois, às 21h20, haverá espetáculo com vídeo mapping (projeção de imagens) sobre a Basílica Santuário e anúncio do tema do Círio 2022. No encerramento, às 21h40, será realizado um show de fogos de artifícios.

Em 2020 e em 2021, o Círio foi realizado em formato diferente do original, sem que as pessoas pudessem conduzir a Imagem Peregrina pelas ruas de Belém no segundo domingo de outubro. Tudo por causa da pandemia da covid-19. Como em 2020, protocolos sanitários foram cumpridos em 2021, mas os fiéis puderam estar mais próximo da imagem da padroeira e mantiveram a fé em dias melhores.  

Ainda no sábado (9), logo após a Imagem Original de Nossa Senhora de Nazaré ser descida do Glória na Basílica Santuário, esse ícone da fé paraense foi levado até a frente da igreja, a fim de que os devotos lá pudessem contemplá-lo e fazer suas orações diante dele. No domingo do Círio, no dia 10, após o sobrevoo em helicóptero sobre a cidade, a Imagem Peregrina foi levada às imediações da Basílica Santuário.

Dona Maria José Rocha Santos, 89 anos, aposentada, declara que "o Círio foi maravilhoso; eu assisti tudo pela Liberal, desde sábado". Ela ressalta que, mesmo com as alterações no formato do Círio em 2020 e em 2021, "a minha fé é inabalável". "Para 2022, eu espero que haja o nosso Círio, com todo o povo vindo com a Nossa Senhora até aqui, na Praça Santuário, com os promesseiros acompanhando, tudo como sempre foi", enfatiza. "Se Deus quiser, vai ter o Círio", acrescenta.

Aos 58 anos de idade, o metalúrgico Gilberto Muniz, morador de Vila dos Cabanos, em Barcarena, agradece a santa o fato de ter passado com saúde o Círio deste ano, em que pese a pandemia. "Eu espero que no ano que vem a gente possa um ter um Círio melhor, do jeito que era antigamente, com a multidão indo acompanhar nas ruas, e, se Deus quiser, vai ser um Círio maravilhoso", expressa. Esse desejo é compartilhado pelo autônomo Rian Melo, 17 anos. "No próximo ano vai ter a nossa corda, a Trasladação, vai ter a Motoromaria, tudo direitinho; se Deus quiser, vai acabar tudo isso (a pandemia)". O vestibulando Manoel Folha, 24 anos, teve o Círio 2021 no momento da preparação para o Vestibular. "Foi bem difícil, pelo que a gente está vivendo; não pude estar presente no Círio este ano, mas a gente espera que o próximo seja bem melhor", afirma. "Este Círio foi especial; Nossa Senhora me concedeu a graça da saúde da minha filha e a saúde de algumas outras pessoas que estavam acometidas da covid-19, mas agora estão todas bem. Em 2022, eu quero trazer a minha filha de anjinho, porque foi a minha promessa", revela a recepcionista Meriane Couto, 35 anos.

Círio é do povo, ressalta diretor-coordenador do Círio 2021

Para o diretor-coordenador da Diretoria da Festa, Albano Martins, a avaliação do Círio 2021 é positiva. Ele considera que houve um Círio oficial organizado pela Arquidiocese de Belém e Diretoria da Festa, com foco nos protocolos sanitários e restrições dos órgãos de saúde e de segurança pública, e um Círio espontâneo, feito pelo povo, com tranquilidade, calmaria, muita fé. De ambos devem ser retiradas lições, frisa.

No evento oficial houve momentos muito bonitos, quebras de protocolos interessantes, "que identificaram bem a quem pertence o Círio"; e no espontâneo, uma demonstração belíssima de fé.

O Traslado para Ananindeua, na sexta-feira (8), foi avaliado de forma positiva por Albano Martins, e "marcou o reencontro do povo com a sua padroeira". "Uma ideia válida seria reavaliar e mudar um pouquinho anualmente o percurso para que toda a cidade possa ser contemplada na medida do possível", frisa Albano.

Ele externa ter a melhor expectativa para 2022. "A continuar como estamos, em termos de pandemia, todos os índices em queda, e em compensação o índice de vacinação aumentando, paulatinamente, acredito que no começo do ano de 2022 a gente deve estar já em um outro cenário, e aí não vejo nenhum motivo para se cogitar a não realização do Círio. Acredito que em 2022, no Círio 230, as procissões voltam às ruas. Nós já vimos que isto é uma necessidade do povo do Pará. A procissão foi feita; a PM estima em 500 mil pessoas no domingo (10). Então, não há porque se fechar os olhos para isso. O povo mostrou que é o dono da festa", afirma. "O Círio foi às ruas; o único que não aconteceu foi o oficial, mas certamente em 2022 ele retoma as ruas de Belém, não tenho a menor dúvida", arremata.

O Círio 2021 foi o último de Albano Martins como diretor coordenador. Para a próxima gestão, já espera um Círio do jeitinho que os paraenses conhecem e amam. (Fábio Costa / Arquivo O Liberal)

O casal Albano e Paula deixam a coordenação da DFN, após dois anos de trabalho. Ações que ficam como legado do casal abrangem o Círio Solidário, a decoração ao vivo da Berlinda, a exposição da Berlinda na Praça Santuário e projetos ainda não implantados como a Quermesse Mariana na Praça em maio, a retomada da Barraca da Santa.

De acordo como levantamento da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), o Traslado para Ananindeua e Marituba, com 63 quilômetros, foi cumprido em pouco mais de cinco horas. A estimativa de público no sábado da Trasladação foi de 170 mil pessoas e no domingo do Círio foi de aproximadamente 400 mil pessoas.

De 8 a 10 de outubro, a Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência, e funcionou o novo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). De maneira virtual e em tempo real, mais de 20 câmeras de monitoramento instaladas no percurso foram acompanhadas pelo CICC. Foram usadas câmeras corporais (body cams) e equipamentos de vídeo para verificação de ocorrências em veículos.

 

Encerramento do Círio 2021 poderá se conferido em:

TV NAZARÉ – CANAL 30

Tv Círio - https://youtube.com/TVCirio

Facebook da Basílica Santuário: @basilicadenazareoficial

YouTube da Basílica Santuário: www.youtube.com/basilicadenazare

Redes do Projeto Cores, Sons e Sensações:

https://www.instagram.com/sintacoresesons/

https://twitter.com/SintaCoresESons

https://www.facebook.com/SintaCoresESons/

Círio
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!