Feira expõe artesanato paraense no Círio 2019

FAC será aberta dia 8 na Casa das Artes com 20 mil peças

Eduardo Rocha

A partir da próxima terça-feira (8), quem for até o Largo de Nazaré, no centro de Belém, vai poder conferir as atrações da Feira de Artesanato do Círio (FAC), na Casa das Artes, ao lado da Basílica Santuário. Aberta até o dia 15, a FAC vai reunir peças de artesãos em 60 estantes, 12 a mais que a Feira do ano passado. Além das novidades de climatização da área de exposição e programação cultural, a Feira terá como destaque a Exposição "Círio das Águas", englobando barcos de miriti de tamanhos variados e formatos, como representação do Círio Fluvial, a partir do trabalho dos artesãos de Abaetetuba.

São 617 metros quadrados de área da Feira, que terá 20 mil peças de 62 artesãos dos municípios de Abaetetuba, Belém, Bragança, Salvaterra e Santarém. Os trabalhos são feitos de materiais como miriti, fibras, cerâmicas e biojoias. Quinze mil peças são só de miriti.

A FAC visa gerar bons negócios aos artesãos e valorizar o artesanato produzido no território paraense. A Feira funcionará das 9 às 22 horas, com exceção dos dias 8 e 13 de outubro, que será das14 às 22 horas.

A FAC é uma realização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Pará (Sebrae) e conta com o apoio da Prefeitura de Abaetetuba e do Governo do Estado. A coordenação da Feira estima que 20 mil pessoas visitem o evento e que o faturamento dos artesãos ultrapasse R$ 300 mil.

Em 2018, a Feira de Artesanato do Círio atraiu 17 mil visitantes. Segundo o Sebrae no Pará, o  faturamento dos artesãos mais que dobrou nos últimos quatro anos do evento, passando de R$ 116.893, em 2015, para R$ 300.000, em 2018.

A FAC é a junção de dois eventos tradicionais: a Feira do Miriti, que começou muito tímida, em 1989, na Cidade Velha, exclusiva para artesãos de miriti de Abaetetuba, e a Feira do Círio, que reunia o trabalho de artesãos do Estado, de várias tipologias, em uma área montada ao lado da Praça Santuário. Ambas, surgiram como forma de valorização do trabalho dos artesãos e do fomento à atividade como um negócio, abrindo mercado para a comercialização.

Em 2010, elas passaram a ser realizadas em um mesmo espaço, na Praça Waldemar Henrique, cada uma com o seu nome. Depois, passaram a ocupar o mesmo espaço e o mesmo nome. Como FAC, ela está em sua 7ª edição.

Desde 2017, a FAC é realizada bem no coração da Festividade do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, na Casa das Artes, ao lado da Basílica Santuário. 

Círio
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!