Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Devotos de Ananindeua e Marituba celebram visita da Virgem de Nazaré durante o Traslado

Enquanto muitos fiéis se deslocam para Belém, para tentar chegar perto da imagem peregrina, alguns moradores dos dois municípios podem ver a santa passando na porta de casa

João Paulo Jussara

O traslado para Ananindeua e Marituba foi a única das 13 romarias oficiais do Círio de Nazaré que foi mantida neste ano. E sendo mais uma edição histórica, devido à pandemia de covid-19, um outro marco significativo foi observado: este foi o traslado mais rápido da história. O itinerário sofreu poucas alterações e seguiu com mais de 60 quilômetros. Porém, o trajeto que antes só era concluído à noite, terminou em pouco mais de quatro horas e meia.

Esta é uma das romarias que mais permite a aproximação entre os devotos e a imagem peregrina da Virgem de Nazaré. E é uma das procissões mais diferentes: é a santa que vai às casas das pessoas, mesmo que passando bem rápido. Moradores se preparam para a ilustre visita todos os anos. Em 2020, a pandemia de covid-19 não deixou. Neste ano, o reencontro foi emocionante.

Ana Maria Saraiva chegou cedo à avenida Arterial 18, em Ananindeua, junto com o marido (João Paulo Jussara / O Liberal)

A aposentada Ana Maria Saraiva chegou cedo à avenida Arterial 18, em Ananindeua, junto com o marido, para acompanhar a passagem da santa na berlinda. "Eu estou muito emocionada de poder ver a santinha de novo, ano passado foi um Círio muito diferente, eu senti falta disso tudo, mas agora, graças a Deus, vou poder mais uma vez ver a imagem de perto. É mais uma chance de agradecer pela vida, pela saúde da família. É lindo demais, obrigada Nossa Senhora de Nazaré", disse, com lágrimas nos olhos.

As famílias Moraes e Martins na frente do bar São Jorge, na travessa SN-21, em Ananindeua (João Paulo Jussara / O Liberal)

Também não faltou emoção no Bar São Jorge, que chamava a atenção de quem passava pela travessa SN-21 pela decoração feita pelas famílias Martins e Moraes para aguardar a passagem da berlinda. A proprietária do bar, Margarete Souza, ficou muito emocionada ao falar sobre a homenagem que faz em todos os Círios para Nossa Senhora de Nazaré.

"Todo ano a gente faz essa homenagem. Peço saúde para todos nós paraenses, todos os brasileiros, que ela nos ilumine em nossos caminhos. A emoção é muito grande para ver a santinha passar na frente do meu bar. Obrigado por tudo!", declarou, sem conseguir conter o choro da saudade que só aumentou no ano passado.

Comunidade Santo Agostinho, no bairro Levilândia, se preparou cedo para recepcionar a Virgem de Nazaré (João Paulo Jussara / O Liberal)

Logo cedo, a Comunidade Santo Agostinho se reuniu e fez uma decoração, no bairro Levilândia, em Ananindeua, para aguardar a passagem da berlinda e da imagem peregrina. Márcio Piedade foi agradecer pela cura do filho após uma crise grave de asma quando ele tinha apenas um ano de idade. "Hoje o meu filho está bem, é pedagogo e trabalha em uma escola. A saúde é o mais importante e sempre agradecemos. Mesmo que não estejamos na corda, onde costumamos ir, estaremos juntos na fé", comentou.

Palavras-chave

Círio
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!