CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Círio 2022: Imagem Peregrina da Virgem de Nazaré visita o complexo do Ver-o-Peso

Uma missa para todos os trabalhadores do complexo e consumidores que passam pelo local precede o lançamento de um livro sobre o Ver-o-Peso

Camila Azevedo

A imagem peregrina da Virgem de Nazaré visitou, na manhã desta quinta-feira (6), o complexo do Ver-o-Peso, em Belém. A visita é uma das muitas da agenda programada para o ícone da fé mariano. Trabalhadores do complexo e consumidores que passavam pelo local, puderam ficar bem perto da santa para pedir bênçãos, agradecer e se preparar para os eventos de Círio.

Às 6h, a imagem chegou ao complexo, já mobilizando devotos na praça do Relógio. E então começou a visitação, passando por cada setor do Ver-o-Peso, desde a Pedra do Peixe até o mercado de carne, acompanhada da Guarda de Nossa Senhora de Nazaré e dos devotos que a seguiam. Dom Antônio de Assis, bispo auxiliar de Belém, realizou a missa que deu fim ao momento.

Trabalhadores e consumidores do complexo do Ver-o-Peso puderam pedir bênçãos para a Virgem de Nazaré bem de pertinho ()

 

O sacerdote reforçou na reflexão o exemplo de fé e de vida que Maria foi. “Deixemos nos educar por ela. Toda a vida dela foi uma vida de mestra, mestra da escuta, do discernimento, da caridade, sensibilidade social, missionariedade, atenção e obediência. Então, nós temos muitos aspectos de Maria que devemos assumir na nossa vida e, assim, ela será para nós ‘Maria, mãe e mestra’. Nos fixamos na história dela”, disse.

O padre Francisco Oliveira, reitor da Basílica Santuário de Nazaré, conduziu a Imagem Peregrina durante o trajeto. Para ele, a ocasião é uma oportunidade de aproximação. "Devido ao trabalho, muitas das pessoas que atuam no Ver-o-Peso não conseguem acompanhar tudo o que fazemos no período de Círio. Então esse é um momento de aproximar a mãe dos seus filhos. É uma sensação boa e de gratidão estar retornando e dos filhos estarem agradecendo à mãe. É um momento muito especial", comentou.

O bispo auxiliar de Belém, dom Antônio Assis, presidiu a celebração no Ver-o-Peso, aberta para trabalhadores do complexo e pessoas que passavam pelo local (Ivan Duarte / O Liberal)

Fernando Souza, presidente do Sindicato dos Peixeiros de Belém e Ananindeua e coordenador da homenagem dos trabalhadores do Ver-o-Peso à Virgem de Nazaré, ressaltou o quão emocionados estão as pessoas que fazem o complexo ser um recorte social do que é Belém na retomada do Círio.

"Trabalhamos o ano todo para ter esse momento de agradecer e homenagear. É um momento ímpar de agradecer a ela de perto, após dois anos difíceis com a pandemia. Agora estamos retornando com nossos colaboradores, amigos e clientes reunidos aqui. E cada um teve uma perda na família ou de amigos na pandemia. É uma emoção agradecer pela vida e tudo o que ela [Virgem de Nazaré] nos proporciona e agora de volta às ruas com ela", declarou Fernando.

A visitação ao complexo é uma tradição que geralmente ocorre na quinta-feira da semana do Círio.

Lançamento

Ao final da celebração deste ano, o livro "Ver-o-Peso: lugar de cheiros, cores, sabores e mandingas" foi lançado. A obra levou cerca de 5 anos para ser concluída e fala sobre a diversidade encontrada entre os vendedores de produtos da maior feira da América Latina. No local, muitos pais formaram seus filhos e tiram o sustento diário ao longo de uma vida inteira.

Ernesto Boulhosa, professor e escritor do livro, explica que os diferentes sabores do local são, também, uma representação da cultura paraense. “Eu vi a importância que tem o Ver-o-Peso para a nossa região, é essa variedade de cheiros, sabores, cores… Tem tudo que representa a brasilidade. Tem todo esse contexto histórico-cultural. Então, foi muito gratificante contar a história deles. Tentei ser o mais genuíno possível".

O sentido, de acordo com o autor, “foi esse, tentar pegar essa peculiaridade deles, dos feirantes, porque eles acolhem a todos. Temos feirantes que são poetas, formados…”, concluiu. 

Círio
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!