CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Círio 2022: Imagem da Virgem de Nazaré pode ser visitada na praça Santuário

Devotos podem chegar bem perto da Imagem Peregrina, das 8h às 21h até o dia 23 de outubro. A imagem original segue fora do altar-mor da Basílica Santuário

Dilson Pimentel

Devotos da Virgem de Nazaré fizeram fila, na manhã desta segunda-feira (10), para ver a Imagem Peregrina da santa, que está disponível para visitação até o dia 23 de outubro, das 8h às 21h, na praça Santuário, em frente à Basílica. Essa é uma das tradições após o Círio, permitindo aos fiéis pedir uma bênção ou agradecer. A ida à praça costuma ser um programa familiar para aproveitar o espaço e o Arraial de Nazaré.

A professora Danay Alexopulos Vale, de 54 anos, é uma das pessoas que aproveitou a oportunidade de chegar perto da santa. Ele veio de Breves e agradeceu por ter se recuperado da covid-19. "O Círio não é só a maniçoba, o pato no tucupi, o almoço. É a união e harmonia da família e poder rever amigos", disse, feliz em poder ver o Círio novamente e pela retomada da festividade após dois anos de pandemia.

Vários devotos fizeram uma longa fila para visitar a Imagem Peregrina da Virgem de Nazaré na praça Santuário (Ivan Duarte / O Liberal)

No auge da pandemia, um em cada quatro moradores de Breves, que tem a maior população do Marajó, estava infectado com o coronavírus. Era o maior índice do país e do mundo. Naquela época, não havia nenhum lugar no planeta que tivesse 25% da população contaminada. É o que apontou o estudo de prevalência do coronavírus no Brasil divulgado, em maio de 2020, pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

A professora Renata Cavalcante agradece pela saúde da filha Iasmim, agora com 1 ano e 5 meses, após uma difícil gestação (Ivan Duarte / O Liberal)

Outra pessoa que aproveitou para encontrar com santa na praça Santuário foi a professora de educação física Renata Cavalcante, de 38 anos. Ela é de Tailândia, no nordeste do Pará. Levou a roupinha de anjo com a qual vestiu a filha Iasmim Vitória, que tem agora um ano e cinco meses, e deixou na Basílica Santuário de Nazaré, no espaço reservado às graças alcançadas.

"Vim mais pra agradecer em relação à saúde da minha filha, porque a minha gravidez foi bem complicada e, recentemente, a gente teve um resultado com uma anemia muito forte. Ela está quase 100% recuperada e não foi preciso entrar em transfusão", relatou Renata, mostrando com carinho a roupinha de anjo com o nome de Iasmim, explicando que a promessa é por cinco anos.

Círio
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!