Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Agradecer é sagrado: devotos mostram o poder da gratidão

As graças alcançadas podem ser percebidas por objetos, ações e homenagens à imagem peregrina

João Thiago Dias

Após sete anos consecutivos prestando vestibular, a conquista do ensino superior só veio em 2021, graças a uma promessa feita à Nossa Senhora de Nazaré. É o que afirma em tom de gratidão a estudante Nathalia Moraes, de 25 anos, de Belém. Quando já estava desacreditada por algumas pessoas e já não tinha mais recursos para pagar um cursinho preparatório, ela garantiu uma vaga no curso de Letras - Língua Portuguesa, na Universidade Federal do Pará (UFPA). Agora, se prepara para pagar a promessa na corda do Círio 2022.

“Cheguei a tentar Psicologia e fiz cursinho no primeiro ano, mas só fui fazer a promessa nessa sétima tentativa. Continuei estudando apenas em casa, pedindo forças para Nossa Senhora. Fiz a promessa de joelhos lá na Praça Santuário, em frente à Basílica de Nazaré, num dia em que tinha uma programação de louvor. Quando vi que passei, me emocionei muito. Ninguém mais acreditava em mim. Diante do resultado, em casa, nem consegui avisar ninguém. Só me ajoelhei e comecei a agradecer”, lembra.

Nathalia acredita que a fé foi capaz de proporcionar o alcance do sonho. “Meu sonho sempre foi entrar na UFPA para garantir meu futuro e uma vida melhor para a minha família. Eu pedi: ‘Quero essa oportunidade, Mãezinha! E Ela me abençoou”, comenta.

Corda faz parte da manifestação desde 1885 e se tornou um símbolo das promessas do Círio (Ary Souza / Arquivo O Liberal)

Retorno emocionante

A jovem também é voluntária da Cruz Vermelha e está radiante com o retorno das romarias presenciais após o período mais crítico da pandemia de covid-19. Será o momento de ajudar o próximo e demonstrar gratidão. “Sempre achei emocionante, enquanto voluntária da Cruz Vermelha, ajudar os romeiros na corda. Passei no vestibular no início do ano, mas como não teve procissão em 2021, não pude pagar a promessa. Decidi fazer da seguinte forma: vou à Trasladação de 2022 para atuar como voluntária socorrista. Saindo de lá, passo em casa, descanso um pouco, tomo café reforçado, e volto bem cedinho para garantir minha vaga na corda da procissão do domingo”, adianta.

Para Nathalia, entrar na universidade após sete tentativas foi possível com a ajuda da Virgem de Nazaré (André Oliveira / O Liberal)

Apaixonada por leitura, Nathalia já escreveu alguns livros de ficção para a web e contribuiu com livros didáticos para a universidade. Está no terceiro período de Letras e já faz planos para mestrado e doutorado. “Mas já alcancei meu maior objetivo, que era a graduação. Claro que quero seguir nos estudos, mas a hora é de focar no agradecimento à minha Mãezinha. E estou muito ansiosa para pagar essa promessa. A meta é seguir até o final da procissão e guardar um pedaço da corda”, afirma.

Círio, nossa história

Corda, a força da fé

O ano era 1885 quando a corda passou a fazer parte do Círio de Nazaré. Tudo começou com uma situação de improviso diante de uma emergência causada por uma enchente da Baía do Guajará, que alagou a orla no trecho entre o Ver-o-Peso até a Igreja das Mercês, durante a grande procissão. O contratempo deixou a berlinda atolada, impedindo que os cavalos conseguissem puxá-la.

Para resolver isso, os animais foram desatrela - dos e um comerciante da área disponibilizou uma corda para que os devotos pudessem puxar a berlinda. Foi a partir desse momento que o objeto passou a se tornar um símbolo de força e união em meio a tanta fé. Hoje é ícone indispensável tanto na Trasladação como na procissão do domingo.

A Diretoria da Festa de Nazaré (DFN) faz um esforço intenso junto aos órgãos de segurança para que a corda não seja cortada e possa chegar até o final do trajeto. 

Círio
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!