Um jardim botânico gigante que une natureza, tecnologia e sustentabilidade

Rodrigo Vieira

Esta semana, você passeia com a gente pelos Gardens by the Bay. Inaugurado em 2012, o jardim botânico se tornou cartão postal e uma das atrações mais visitadas em Singapura. É resultado de uma competição internacional que reuniu mais de 170 escritórios de arquitetura, de 25 países que, juntos, desenvolveram 70 projetos. 

Localizados entre o mar e a parte superior do Complexo Marina Bay, os Gardens by the Bay têm áreas pagas, como a Flower Dome e o Cloud Forest, e outras gratuitas. Nelas, há diversos jardins ao ar livre, que são divididos por temas: indiano, malaio, chinês, colonial, das palmeiras, de frutas e flores... 

Gardens by the Bay

Mas, sem dúvidas, o que mais chama a atenção dos visitantes é a Supertree Grove. Espécie de grande praça, fica na área externa, também é de graça e reúne gigantescas estruturas de aço com laterais recobertas por plantas. 

As superárvores foram desenvolvidas de maneira inovadora. Fazem uso sustentável dos recursos naturais, recolhendo água da chuva. Contêm células fotovoltaicas que permitem acumular a energia elétrica usada à noite em sua iluminação durante o Garden Rhapsody, um show de luzes e sons imperdível! Aperte o play e viaje com a gente!

Quer ver ou rever o primeiro episódio da nossa websérie? Nele, o Bagagem mostra como Singapura se transformou, em menos de cinquenta anos, em uma das maiores economias do mundo.

Especial
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BAGAGEM DE BOLSO