Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Série celebra a culinária paraense com chef Paulo Martins

“Gastronomia paraense – Memórias de Paulo Martins” resgata produção audiovisual de 2005 e ensina em vídeos curtos receitas clássicas

Edir Gaya

Em dezembro, O LIBERAL irá lançar a reedição digitalizada e em capítulos da coleção “Sabores do Brasil”, projeto idealizado em 2005 pela cineasta Camila Kzan e o chef Paulo Martins. Conhecido internacionalmente por seu intenso trabalho de divulgação da culinária do Pará, Paulo Martins faleceu em 2010, deixando um imenso legado à cultura paraense, a qual considerava a “mais brasileira de todas”. 

À época, foram lançados dois livros, acompanhados de dvds, divididos em “Culinária Paraense” e “Culinária Marajoara”. Agora reeditada, a série “Gastronomia Paraense – Memórias de Paulo Martins” estreia no dia 11 de dezembro, no jornal O LIBERAL, nas redes sociais e em O Liberal.com. As publicações de cada episódio, sempre com uma receita diferente, será semanal. Cada vídeo possui, em média, três a cinco minutos.

.Veja receitas especiais aqui

Além do vídeo, onde o próprio Paulo Martins prepara as receitas juntamente com seu amigo e chef-convidado, Paulo Silva, o site irá descrever o passo a passo e ingredientes de cada preparo. Na versão impressa, será publicado texto com as receitas, QR Code para o vídeo e fotos still de Renato Chalu, que também atuou no projeto à época. Os vídeos também serão publicados em todas as redes sociais de @oliberal. Neste material audiovisual, enquanto prepara cada receita, Paulo conta “causos” e faz breves comentários sobre ingredientes regionais e suas criações. 

A reedição digitalizada do material é uma homenagem a Paulo Martins, precursor da culinária paraense e permite ao público que conheça receitas típicas feitas por ele e também suas criações arrojadas. Entre as receitas, estão, por exemplo, Tamuatá no Tucupi, Pacu Assado, Filé Marajoara, Frito do Vaqueiro, Cartola Marajoara, Muçuã de Botequim, o Arroz com Jambu, Pupunha com Roquefort e o Haddock Paraense.

Para Camila Kzan, a reedição do material garante a preservação da memória e da importância de Paulo Martins para a gastronomia paraense e brasileira, ¨Paulo e eu realizamos esse projeto ainda numa época em que não estávamos tão digitalizados nem existiam tantos programas relacionados à comida. A ideia foi dele e isso mostra como ele era realmente uma pessoa à frente do seu tempo. É um presente aos paraenses poder resgatar e dar acesso ao conteúdo criado pelo Paulo. A cada video, conseguimos sentir o carinho e amor que ele tinha pelos nossos ingredientes, pela nossa cultura.  Acho que esse projeto é de extrema importância porque não podemos esquecer que foi o Paulo quem levou nossa culinária para fora, retirando o estigma de exotismo e ajudando com que nós nos reconhecêssemos como autênticos¨.

EMOÇÃO

Herdeiras do legado, as irmãs Joanna e Daniela Martins, também ficaram emocionadas e poderão ver novamente o pai atuando, ensinando novas gerações a preparar as receitas da culinária que ele tanto ajudou a deixar famosas mundo fora. Para a gente, esse projeto que resgata esses vídeos e coloca nas redes sociais é extremamente importante e ficamos felizes. A história muitas vezes se perde no tempo. Apesar da importância que o Paulo teve para a gastronomia teve, lembra mais quem viveu essa época da década de 1990 e anos 2000. Os mais jovens não conhecem tanto. Então colocar isso nesse meio é algo fundamental, para mostrar a referência que ele foi e é. Além que será mais uma forma de continuar fazendo, através dos vídeos, o que ele sempre buscou fazer, que é divulgar para mais e mais pessoas a riqueza da nossa culinária", destaca Joanna Martins.

Também participante da produção e amigo pessoal de longa data, Paulo Silva destaca o quanto a reedição da produção pode fazer com que novas gerações entendam a importância do trabalho e do legado de Paulo Martins. “O Paulo foi um incansável para levar a nossa gastronomia ao mundo. É com muito orgulho e emoção que vamos reviver essa produção, agora nas redes sociais e no mundo digital. Vejo como uma justíssima homenagem. Ainda mais com essa preocupação de levar esse legado aos novos chefs, cozinheiros, amantes da culinária paraense e que vão beber dessa fonte de conhecimento, aprendendo com Paulo Martins, que foi um apaixonado por nossa terra, por nossa Belém, pelo nosso Pará".

Palavras-chave

O Liberal 75 Anos
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!