Cantora paraense Kataryna Ávila divide sua paixão pela música entre os palcos e as ruas de Belém

Ela abriu mão da carreira em Educação Física para se dedicar ao canto e atua como motorista de aplicativo de transporte

Paloma Lobato
fonte

Ser artista não é uma tarefa fácil. Tudo se torna ainda mais difícil para as mulheres, já que o cenário musical brasileiro é reflexo de uma sociedade desigual e em sua maioria dominada por homens. Subir aos palcos requer muito esforço e jogo de cintura para muitas artistas paraenses, que se dividem entre a busca por uma carreira musical e a luta por espaço.

Abrir as portas, ou melhor, os palcos, para artistas da terra é fundamental para garantir oportunidade para milhares de talentos que estão escondidos por todos os cantos de nosso Estado. O Amazônidas, projeto criado pelo Grupo O Liberal, com o apoio da Vale, é uma forma de dar voz a novos talentos femininos no cenário da música paraense, valorizando e dando destaque às mulheres que carregam consigo este sonho.  

Um exemplo disso é a cantora Kataryna Ávila, de 40 anos. A música sempre fez parte da vida da artista, que desde criança dividia a rotina entre estudos e tocar violão. Aliás, a paixão pelo instrumento foi inspirada por um vizinho. Ao ouvi-lo tocar, a pequena moradora do bairro do Marco, em Belém, se apaixonou pelo som que o instrumento fazia e decidiu pedir um violão de presente à família.

Os anos se passaram e, com ele, a vontade de se profissionalizar na área foi ganhando força. Ao mesmo tempo, a artista havia se formado no curso de Educação Física e, para a família, abandonar a formação para ir em busca de algo incerto era visto como um erro. Apesar disso, para Kataryna era fundamental passar por cima de todos os obstáculos para conquistar seu sonho. E o apoio que ela precisava para seguir em frente veio de quem acompanha a artista nos bares da cidade.

"Os desafios e dificuldades são muitos quando tu inicias na música. Foi difícil fazer com que meus pais aceitassem eu abrir mão da carreira de educadora física para me dedicar à música. Ainda assim, com todos os impasses que sofri da minha família, acredito que a maioria das pessoas que me ouve hoje, que são meus fãs e meus amigos, me abraçam como se fossem uma família. Foi através deles que tive um apoio musical muito grande", destaca Kataryna.

Reinvenção

Aproveitar as oportunidades que surgem ao longo de seu caminho é prioridade para a artista, que divide a carreira musical com a rotina de corridas em um aplicativo de transporte. Com a pandemia de covid-19, viver da música se tornou impossível, já que muitos espaços usados por artistas locais estavam fechados.

Pensar em um plano B era essencial para a cantora. A alternativa foi fazer uma renda extra como motorista. "Foi a forma que eu encontrei de trabalho, porque vivo de música e tinha que encontrar um meio de pagar as minhas contas que já estavam acumulando. Foi aí que decidi trabalhar com aplicativo", explica a cantora.

Reconhecimento e valorização

image Kataryna Ávila divide os palcos com a rotina como motorista de aplicativo de transporte (Reprodução/Kel Freitas)

O sonho de todo artista é ser reconhecido e ter seu trabalho valorizado no mercado. Para Kataryna, isso não é diferente. Apesar de ser um nome até então desconhecido, a cantora tem trilhado uma história ao lado de grandes nomes da música no Estado, como a cantora Lucinha Bastos, de quem a cantora ganhou a música "Total indiferente" e teve a oportunidade de gravar com a mesma. Além disso, Kataryna já gravou o seu primeiro EP, com o dinheiro arrecadado durante as corridas no aplicativo, e teve a chance de dividir os palcos com artistas como Nilson Chaves, Elói Iglesias, Simone Almeida, Silvinha Tavares e Jade Lima, da Banda Sayonara.

Para ela, fazer parte do projeto "Amazônidas" é uma chance de divulgar o seu trabalho e desenvolver a sua arte. "O sonho de todo artista é ser valorizado e reconhecido. Eu estou imensamente feliz por ter sido convidada a fazer parte do projeto Amazônidas. É um espaço que vai me dar visibilidade e a oportunidade de as pessoas conhecerem meu trabalho na música. Vai ser um impulso muito grande na minha carreira", finaliza Kataryna.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱

Palavras-chave

Amazônidas
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!