Polícia investiga denúncia de violência sexual contra criança que morreu no HPSM

Exames médicos apontaram indícios de abuso. Pais já foram ouvidos em depoimento.

Caio Oliveira

A Polícia Civil investiga a morte de um bebê de apenas 11 meses, que veio à óbito na noite deste domingo (10) depois de dar entrada no Pronto Socorro Municipal Mario Pinotti, localizado na travessa 14 de Março. Exame feito pela equipe médica do HPSM apontou indícios de que a criança possa ter sido vítima de violência sexual, mas essa hipótese segue sob análise. Caso as suspeitas se confirmem, os pais da criança deverão ser responsabilizados formalmente. 

Assim que os exames apontaram indícios de violência, o casal foi detido e conduzido pela Guarda Municipal de Belém até a Seccional Urbana de São Brás. Depois de serem ouvidos pelo delegado de plantão, os dois foram liberados.

Já na manhã desta segunda-feira (11), o delegado que recebeu a denúncia solicitou o exame necropsial do corpo do bebê ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. Após levar o caso à Diretoria de Polícia Metropolitana, quem assumiu as investigações foi a delegada Mikaella Ferreira, da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca). No momento, a Polícia aguarda os exames para poder dar continuidade ao caso.

Amazônia