Alimentação saudável previne infecções e aumenta imunidade

Dieta balanceada é aliada do sistema imunológico, que, estando em equilíbrio, ajuda no combate à covid-19

Tainá Cavalcante

Conhecido há menos de um ano, muito do que se sabe sobre o novo coronavírus ainda é incerto. Algumas coisas, entretanto, são unanimes: estudos já comprovam que ter uma imunidade alta é uma das formas de prevenir o agravamento da doença. Uma das formas mais eficazes de conseguir manter uma imunidade elevada é por meio da alimentação. Quando equilibrada, ela consegue reforçar o organismo e auxiliar o próprio corpo no combate a infecções. De acordo com a nutricionista Thayana Kirchhoff, por isso, o estado nutricional de cada pessoa é diretamente responsável pela melhora ou piora da imunidade.

Para que o sistema imunológico de cada pessoa funcione adequadamente, Thayana afirma que são necessários níveis equilibrados das Vitaminas A, E, D, C, assim como de minerais, como o zinco e o selênio. "No geral você precisa ter alimentação equilibrada, saber as quantidades e horários adequados desses alimentos de acordo com a sua idade, seu peso e altura", orienta.

"A alimentação tem um papel fundamental no reforço ao sistema imunológico, uma vez que ele precisa de vários nutrientes, vitaminas, compostos fitoquímicos e substâncias imunomoduladoras para auxiliar nessa produção de células de defesa" — Thayana Kirchhoff, nutricionista

Os macronutrientes (proteínas, carboidratos e gorduras) são os primeiros a serem citados pela nutricionista como importantes para uma boa imunidade. Em seguida, ela fala sobre os micronutrientes (vitaminas e minerais), fibras e fitoquímicos, ao explicar que as fibras ajudam a melhorar o intestino, órgão responsável por grande parte da nossa imunidade.

Sobre a relação direta de cura ou total prevenção do coronavírus supostamente proporcionada por alguns alimentos específicos, Thayana lembra que "até o momento, não existe nenhuma comprovação de alimentos que, sozinhos, combatam o vírus". "Enquanto não existe um remédio que seja 100% eficaz, um alimento que garanta 100% a "destruição" do vírus, o importante é consumir ervas, chás, alimentos, substâncias que aumentem a imunidade".

Alimentos regionais que fortalecem o sistema imunológico

Thayana Kirchhoff, nutricionista (Arquivo pessoal)

Castanha do Pará, manga, pupunha, jambu, bacuri, cupuaçu, camu camu, açaí, cacau, biribá, buriti e graviola foram alguns dos alimentos regionais citados pela nutricionista, que aponta que eles são importantes porque "contribuem com um grupo de vitaminas e minerais que são importantes para o sistema imunológico". "Não é um sozinho que vai resolver o problema, mas sim o consumo diversificado desses alimentos que vai enriquecer nosso organismo cada dia mais", conclui.

1. Buriti: caroteno e vitamina C
2. Castanha-do-Pará: selênio e zinco
3. Manga: vitaminas A e C
4. Pupunha: carotenoides, zinco, cobre
5. Jambú: ferro e vitaminas do complexo B
6. Bacuri: ferro e vitamina C
7. Cupuacú: carotenoides, complexo B, vitamina C e ferro
8. Camu camu: vitamina C, betacaroteno e antocianinas
9. Açaí: vitaminas (A, E, D, K, B1, B2, C), minerais (cálcio, magnésio, potássio, ferro), aminoácidos, antioxidantes e óleos essenciais.
10. Cacau: flavonoides e ferro
11. Biribá: vitamina c e zinco
12. Buriti: vitamina A e complexo B
13. Graviola: complexo B e flavonoides

CLIQUE AQUI E FAÇA O DOWNLOAD DO CADERNO ESPECIAL COVID-19

Coronavírus
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!