'Foge do Brasil', sugere Damares a pais de meninas

Ministra afirma que país é o pior da América do Sul para se criar meninas

Agência Estado

O Brasil é o pior país da América do Sul para se criar meninas, afirmou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, em entrevista ao jornalista Reinaldo Azevedo, levada ao ar nesta sexta-feira, 15, pela rádio Jovem Pan de João Pessoa. "Se eu tivesse que dar um conselho para quem é pai de menina, mãe de menina: foge do Brasil", afirmou. "Você está no pior país da América do Sul para criar meninas."

Ela atribuiu o dado a uma pesquisa recebida por sua pasta e explicou que os dados são elevados devido aos casos de abuso sexual. "O abuso sexual de meninas no Brasil é uma realidade", disse. "Estamos com um número absurdo de meninas sendo abusadas." Novamente citando "pesquisas", a ministra acrescentou que uma em cada três meninas no País sofrerá algum tipo de abuso até os 18 anos. "É muito", comentou.

Para a ministra, o problema tem de ser atacado com uma revolução cultural. "Mas uma revolução cultural mesmo, lá na escola. Não adianta eu fazer só repressão. Vamos ter que trabalhar com uma mudança de comportamento no Brasil, de proteção à mulher, de proteção à menina."

Questionado, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos informou que Damares não concedeu entrevista à rádio nesta sexta-feira. Por intermédio de sua assessoria de imprensa, a ministra admitiu que falou algo nessa linha durante a campanha, mas em seguida, teria acrescentado que no governo de Jair Bolsonaro isso não seria necessário, pois ele fará do Brasil o melhor país para morar no mundo. Segundo a pasta, a frase está "fora de contexto".

Na entrevista que foi ao ar, Damares também defendeu o ensino domiciliar, outra bandeira do atual governo. Ela explicou que a modalidade não será obrigatória e poderá beneficiar famílias que vivem em locais mais isolados, que hoje são "processadas" se não colocarem a criança com mais de quatro anos na escola. "O rendimento em casa é muito maior porque 40% do tempo na escola é para gerenciar a sala", acrescentou.

Não é a primeira vez que Damares causa polêmica. Logo no início do governo, um vídeo no qual pregava que "meninos vestem azul e meninas vestem rosa" viralizou na internet. A frase foi citada nesta quinta-feira, 14, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello em seu voto no processo que discute a tipificação do crime de homofobia.

No início do ano foi divulgado outro vídeo, antigo, no qual Damares afirma que, na Holanda, especialistas recomendam a masturbação de crianças a partir dos sete meses de idade.

Política