Rapaz é executado a tiros em ponto de venda de açaí no bairro de Fátima

O jovem Sávio Miguel Rodrigues da Costa, de 21 anos, foi morto a tiros no começo da tarde desta quarta-feira (07) no bairro de Fátima, em Belém, em um caso de execução que assustou os moradores da área. Testemunhas contaram que dois homens em uma motocicleta pararam no local e atiraram pelo menos cinco vezes no rapaz, que sem chance de defesa, morreu antes que pudesse ser socorrido, caindo na frente de seu ponto de venda de açaí.

Segundo informações do 2ª Batalhão de Polícia Militar (BPM), Sávio foi morto por volta de meio-dia, no ponto comercial onde também fica sua residência, logo aos fundos, na travessa Catorze de Abril, perto da rua Domingos Marreiros. Um dos assassinos desceu da moto guiada pelo comparsa na frente da propriedade e, invadindo o corredor que dá passagem para a casa de Sávio, o homem confirmou que aquele era seu alvo e atirou. O jovem andou alguns passos e caiu, na frente do Açaí Amazônia, ainda usando o uniforme de trabalho.

Pessoas que conheciam o jovem contaram que ele pode ter sido assassinado por causa de uma disputa entre vendedores de açaí, e um familiar contou que ele foi recentemente ameaçado por outro comerciante. Essas informações foram repassadas à Polícia Civil, que deve confirmar se o crime ocorreu por causa da suposta disputa. A PM e a Polícia Civil seguiram no local, colhendo relatos e fazendo a segurança da cena do crime, até a chegada dos profissionais do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

Vizinhos ficaram chocados com execução do rapaz, e lamentaram a morte violenta de Sávio. Querido pelos moradores da região, alguns contaram que ele era conhecido por ser um jovem muito trabalhador, acordando cedo para beneficiar o fruto e sair para fazer entregas em sua moto, mostrando comprometimento com o negócio próprio que conseguiu erguer ainda muito jovem. Até o momento, ninguém foi detido por participação na morte do rapaz, e a Polícia Civil segue na busca de um suspeito, cuja identidade não foi confirmada.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA