Polícia Civil identifica um dos mortos em tiroteio no Comércio de Belém

Era Cadu Abimael Alves Araújo, 18 anos. Outro permanece ignorado.

A Polícia Civil identificou um dos dois homens mortos durante tiroteio e suposto assalto ocorrido na tarde desta quarta-feira (13), na Travessa Padre Eutíquio com Rua 13 de Maio, no Centro Comercial de Belém, Região Metropolitana. O corpo do identificado foi Cadu Abimael Alves Araújo, de 18 anos. Outro permanece ignorado.  
Segundo a Polícia Civil, as investigações iniciaram no mesmo dia dos crimes pela Divisão de Homicídios e pela Seccional. Até a manhã desta quinta-feira (14), o suposto assalto a uma loja de celulares, relatado inicialmente por populares no local dos fatos, não foi confirmado pela polícia. "Uma vez que as vítimas do suposto roubo não foram localizadas nem procuraram a Seccional para registrar ocorrência". 
A Polícia Civil disse também que as informações iniciais levantadas no local ainda carecem de apuração, devido ao desencontro de informações. "Deram conta de que os dois mortos estariam rondando lojas na área supostamente para tentar praticar um assalto. Segundo informações preliminares, eles estariam em dois veículos - um carro prato modelo Fiat Siena e uma moto. No entanto, eles teriam sido surpreendidos por disparos efetuados por um grupo de em torno de cinco homens. Ainda não se sabe, ao certo, quem são esses atiradores. Há comentários de que podem ser seguranças privados contratados por lojistas", disse a polícia. 
Uma das dificuldades enfrentadas pela polícia é que no local dos crimes as equipes de policiais civis não conseguiram informações concretas nem testemunhas. "Ninguém soube explicar como a ação criminosa ocorreu. Muitas pessoas relataram que, ao ouvirem os disparos, saíram correndo e outras trataram de se abrigar em lojas". 
Elas disseram à polícia que somente após encerrar os disparos é que foram olhar o que havia ocorrido. Um dos mortos estava caído no chão e o outro estava morto no porta-malas do Fiat Siena prata. Um terceiro homem - identificado depois como Jailson Sousa dos Anjos - foi baleado nas pernas e socorrido até o Hospital Metropolitano. "Será apurado se ele estava junto aos dois que morreram. No local, foram coletados um estojo, dois fragmentos e um projetil de calibre não identificado", informou. 
A Polícia Civil afirmou que Jailson já responde processo criminal por roubo e receptação de roubo. Cadu Abimael Alves Araújo, que morreu no local, já tinha passagem pela polícia, quando menor de idade, por ato infracional equiparado a Roubo. No último dia 25 de fevereiro, Cadu chegou a ser preso, já maior de idade, por crime de falsidade ideológica. 
Sobre o carro Fiat Siena, em cujo porta-malas estava um dos corpos, a Seccional do Comércio ouviu nesta quarta (13) o motorista de aplicativo, o passageiro que estava no carro e a proprietária do carro, que foram espontaneamente até a Seccional. Eles esclareceram que o veículo passava no local, no momento dos disparos. O motorista e o passageiro, ao perceberem os tiros, saíram correndo do local para se abrigarem em uma loja, abandonando o carro com a chave na ignição.

Polícia