PM que assassinou dois jovens e feriu outras nove pessoas no bairro do Telégrafo vai a júri nesta segunda

Crimes aconteceram em 2006

Redação Integrada

O soldado da Polícia Militar Oscar Ferreira Alves Filho, de 33 anos, acusado de assassinar duas pessoas e ferir outras nove no dia 17 de abril de 2006, será submetido a júri nesta segunda-feira, 23, no Fórum Criminal de Belém.

O PM vai responder por homicídio qualificado contra Roberto Rodrigues dos Santos e Rodrigo Lopes da Silva, ambos de 19 anos. O réu também responde por tentativa de homicídio contra outras nove pessoas. O crime aconteceu no bairro do Telégrafo, em Belém, durante a madrugada. O policial foi preso no mesmo dia. 

A sessão será conduzida pelo juiz Edmar Silva Pereira. Oito pessoas são esperadas para prestar depoimentos pela acusação e onze pela defesa do réu. 

Na época, o crime gerou revolta e chocou a população paraense. De acordo com as investigações do caso, o policial, armado com uma pistola, teria saído de madrugada em uma motocicleta decidido a atirar em quem encontrasse no caminho. Ao avistar o grupo, o réu parou a motocicleta e disparou várias vezes contra os jovens. Em seguida, saiu e continuou a caçada às vítimas nas ruas próximas ao local do crime, atirando em transeuntes. 

O policial foi preso em sua residência logo em seguida, mas negou a autoria dos crimes. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA