Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Paraenses presos em Portugal por tráfico de drogas em açaí seriam ligados a 'Escobar brasileiro'

Operação "Norte Tropical", da Polícia Judiciária de Portugal, foi iniciada nesta semana. Dupla presa teria ligação com um esquema liderado pelo maior traficante português, conhecido como "Xuxas"

O Liberal

Dois paraenses foram presos pela Polícia Judiciária de Portugal esta semana pela Operação "Norte Tropical", com a acusação de participar de esquema de tráfico internacional de drogas. O carregamento ilegal de cocaína estaria escondido em cargas de açaí e teria saído do Porto de Vila do Conde, em Barcarena. A dupla faria parte de um esquema maior comandado por Ruben Oliveira, conhecido como “Xuxas” - maior traficante português -, e pelo Sérgio Carvalho - o "Major Carvalho", também chamado de Escobar brasileiro. Ambos também já foram presos.

Veja como foi a prisão do "Escobar brasileiro":

VEJA MAIS

Tenente da PM-PA é um dos presos por tráfico de drogas ligado a 'Escobar brasileiro' em Portugal
Mercadoria foi apreendida dentro de uma carga de açaí. Aderaldo Pereira de Freitas Neto é tenente da Polícia Militar e formado em Direito

A Polícia Judiciária portuguesa confirmou a prisão dos brasileiros pela droga apreendida em carga de açaí, mas não forneceu os nomes deles. Porém, de acordo com informações extraoficiais, um dos acusados é um jovem empresário de Barcarena e o outro seria agente de segurança, lotado em Belém. A polícia portuguesa confirmou que prossegue com as investigações e com as buscas a mais pessoas envolvidas no esquema.

Em nota, a Polícia Judiciária portuguesa revelou que a carga "seria suficiente para a composição de pelo menos 3.200.000 (três milhões e duzentas mil) doses individuais" de cocaína e confirmou que o entorpecente entrou no país dentro de um carregamento de açaí congelado, que tinha chegado em um contentor marítimo vindo de "um país da América Latina".

O 'Escobar brasileiro' e o chefe do tráfico de drogas em Portugal

Sério Carvalho, o "Major Carvalho" ficou conhecido como "Escobar brasileiro" e foi preso na última semana na Hungria, durante uma megaoperação da Polícia Federal do Brasil, da Polícia de Portugal e também da Interpol. Ele estava fugido desde quando começou a megaoperação "Exotic Fruit", em fevereiro deste ano.

Na mesma operação, foi preso o chefe do tráfico de drogas de Portugal, Ruben Oliveira, também chamado de "Xuxas", que tentou esconder a própria fortuna, mas chamou a atenção por conta da quantidade de carros de luxo que usava para se locomover e também os grandes saques realizados para se manter em fuga. A próxima seria para Madrid (Espanha). Ambos estão presos na penitenciária de alta segurança de Monsanto (POR).

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA