Mototaxista é morto no Guamá por homens em carro prata

De acordo com a polícia, a vítimaPaulo Henrique tinha passagem pelo sistema penitenciário e usava uma tornozeleira de monitoramento eletrônico.

Cleidiane Silva / O liberal

O mototaxista Paulo Henrique Lima dos Santos, de 40 anos, foi morto a tiros por ocupantes de um carro prata na tarde desta quinta-feira (6). O crime ocorreu por volta das 17 horas na Passagem Popular, entre as ruas Santa Rosa e Monte Serrat, no bairro do Guamá. A vítima usava tornozeleira de monitoramento eletrônico. 

Segundo informações da polícia, o homem trafegava de motocicleta e passava na frente de uma residência quando o carro prata - que seria um Hyundai HB20 - se aproximou. Testemunhas contaram que o automóvel emparelhou ao lado da vítima e ocupantes efetuaram vários disparos. Atingido por tiros na cabeça, "Bebel", como era conhecido, tombou sobre a moto, já sem vida. 

Denúncias feitas às autoridades apontam que dois homens estavam no veiculo. Entretanto, até o momento nenhum suspeito foi identificado ou preso. 

Ainda de acordo com a polícia, Paulo Henrique tinha passagem pelo sistema penitenciário e usava uma tornozeleira de monitoramento eletrônico. 

Durante a perícia feita no local do crime pela equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC), foram encontrados 12 papelotes de uma substância no ânus da vítima. O material, que tem características de entorpecente, estava embalado em uma sacola plástica.

A Divisão de Homicídios foi acionada para dar início às investigações do crime.

Polícia