Para salvar irmãos de incêndio, menina de dez anos foge pelo telhado em Canaã dos Carajás

Trancada em casa, menina escalou e conseguiu fazer uma abertura no teto, por onde pediu ajuda

Uma menina de dez anos conseguiu salvar os dois irmãos menores de um incêndio na casa onde eles moram em Canaã dos Carajás, sudeste paraense. As crianças estavam trancadas em casa, no bairro Novo Brasil, na tarde deste domingo (10), já que a mãe havia saído para trabalhar. Ao ver as chamas se espalhando, a menina Ingrid conseguiu chegar ao telhado da casa, de onde saiu, alçou seus irmãos e gritou por ajuda.

Segundo Crésio Francisco, do Conselho Tutelar de Canaã dos Carajás, o incêndio teria começado por volta de 18h, com um ventilador que estava em cima da cama. O aparelho teria em cima da cama onde as crianças brincavam. Em outra versão, os irmãos brincavam com linha e papel quando atearam fogo, acidentalmente, no colchão.

O fato é que se chamas se espalharam rapidamente pelo quarto, subindo em direção ao teto. Para escapar e salvar os irmãos, a menina Ingrid pegou seu irmão caçula no colo, escalou uma cama de beliche, fez uma abertura no teto, empurrando as telhas, passou para o telhado. De lá, ela pediu ajuda aos vizinhos, com gritos de socorro. 

Com ajuda dos populares, todos foram tirados da casa a tempo. O 16º Grupamento Bombeiro Militar foi chamado e conseguiu conter as chamas. Já sã e salva com os irmãos da calçada, a menina contou como conseguiu escapar do fogo. A mãe chegou minutos depois, aliviada em ver os filhos bem.

Ainda segundo o conselheiro tutelar, a mãe e as crianças foram ouvidas na manhã desta segunda-feira (11). A família já era assistida pelo município por sua vulnerabilidade social. Morando há poucos meses em Canaã, a mãe da criança saiu para trabalhar e conseguir obter alguma renda, já que o pai mora em outra cidade e não paga pensão aos filhos.

Sem ter parentes na cidade, a mulher não tinha com quem deixar a crianças no domingo, já que as creches estavam fechadas. Ninguém se feriu durante o incêndio e a família segue com apoio psicossocial.
 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!