Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Essencial à vida, manganês é um dos minérios mais exportados do Pará

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, o mineral está entre os mais exportados pelo estado em uma lista que inclui o ferro, o cobre, o ouro, o caulim, o níquel e o silício

Thammyris Assunção

No primeiro trimestre desse ano, foram produzidas 115 mil toneladas de manganês beneficiado e, no ano passado, a produção alcançou a marca de 1,3 mil toneladas do minério. Ainda segundo a Sedeme, a pandemia trouxe como impacto uma redução significativa de 44,7% na produção de manganês por conta de paralisações necessárias para preservar a saúde e a segurança das pessoas direta e indiretamente envolvidas com as operações (colaboradores e comunidades), mas já se vislumbra uma retomada na capacidade de produção.

Sobre os mercados consumidores, segundo informações recentes do Anuário Mineral do Estado do Pará, os principais destinos do manganês no ano de 2018 foram China, Estados Unidos, México, Índia e Noruega.

Agora que você já compreendeu o que é e como se dá toda a produção do manganês extraído aqui no Pará, sabe onde pode encontrá-lo no seu dia a dia? Ele está presente, por exemplo, em pilhas, tintas, nos vidros da sua janela, na cerâmica, no material metálico que constitui os automóveis, na ração que você alimenta seu bichinho de estimação e até mesmo no seu organismo. Sim, o manganês é um micronutriente fundamental para o bom funcionamento do seu corpo. É essencial para a manutenção da saúde dos seus ossos, do seu sistema nervoso e ajuda, dentre outros benefícios, a prevenir processos inflamatórios e a regular a ingestão de açúcar no sangue.

Em geral, segundo os especialistas da área nutricional, é possível atingir as quantidades diárias adequadas de manganês com a dieta adotada no cotidiano. O manganês pode ser encontrado em sementes, cereais integrais, oleaginosas, legumes, verduras e chás. A recomendação é de que sua ingestão seja de 1 a 5mg/dia, mas é preciso ressaltar: o consumo deve ser controlado e sempre orientado por um profissional, pois o excesso desse elemento pode causar danos severos à saúde.

O damasco, fruta habitualmente consumida seca ou desidratada no Brasil, é uma riquíssima fonte de manganês, por exemplo. Se, por um lado, o excesso pode ser severamente prejudicial, seu subconsumo também pode desencadear uma série de problemas orgânicos, que vão desde dermatites até vômitos e perda de coordenação (além de lesões). Logo, o dito dos antigos é o mais certo: equilíbrio é a melhor maneira de alcançar o bem estar.

Além de ser encontrado nos alimentos citados até aqui, o nosso palmito (de açaí) é fonte abundante desse mineral. Outro alimento muito bom e que nos é muito familiar (além de largamente consumido aqui no Norte) é a macaxeira cozida. Cem gramas dela contêm 1,6mg de manganês!

Se você estiver sentindo nauseas recorrentes e dificuldade de audição, é bom também investigar (sempre consulte seu médico) se não é deficiência de manganês.

Diante de tanta relevância, o manganês é considerado mais um elemento estratégico na economia mundial devido ao seu grande potencial de utilização e baixo custo. Na mineração de manganês, o futuro depende, sobretudo, do avanço das tecnologias industriais e de enxergar novas possibilidades sem esquecer, claro, da segurança e da responsabilidade socioambiental.

Nosso Minério
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

Últimas de Nosso Minério