Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

VÍDEO: Desesperado, policial tenta vender os filhos após chefe negar licença para tratamento

Sem ter como pagar, sua licença foi cancelada e ele foi punido com uma transferência para uma cidade a 120 quilômetros de onde mora

O Liberal

Viralizou nas redes sociais um vídeo que mostra um policial tentando vender seus próprios filhos pelo equivalente a R$ 3.740, no distrito de Ghotki, província de Sindh (Paquistão). Nisar Lashari aparece gritando, com uma criança no colo, anunciando que está vendendo os filhos. As informações são do jornal Extra e da revista Vice.

Enquanto o homem anuncia os meninos, as crianças parecem confusas. O pai é policial do Departamento Prisional.

Lashari precisava de uma licença para o tratamento médico de um dos filhos. Porém, o seu chefe pediu propina em troca da sua licença. Sem ter como pagar, sua licença foi cancelada e ele foi punido com uma transferência para Larkana, a 120 quilômetros da cidade onde mora.

"Por que eles me deram essa punição apenas por não pagar um suborno? Sou tão pobre que nem mesmo pude viajar a Karachi para registrar uma reclamação junto ao inspetor-geral", desabafou o policial. Lashari conta que ficou sem tempo para cuidar do filho doente e sem recursos para se sustentar longe de casa.

"O que devo pagar: propina ou a operação do meu filho? Eu deveria trabalhar em Larkana ou deveria levar meu filho para tratamento?", destacou o pai desesperado.

Com o destaque do vídeo, os filhos não foram vendidos. O vídeo despertou a atenção do ministro-chefe de Sindh, Murad Ali Shah, que interveio e fez com que o policial ganhasse de volta a função na cidade onde mora e uma licença de 14 dias para cuidar do filho.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO